O “novo normal” faz aumentar as contratações de farmacêuticos em 2021

A forte demanda exigida pela pandemia fez crescer as contratações de farmacêuticos em farmácias, hospitais e laboratórios, explica o Cebrac no Dia do farmacêutico

Em 2020, o mundo enfrentou a pandemia do coronavírus e só no Brasil, de acordo com o  Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) já são mais de 14 milhões de pessoas desempregadas  em decorrência da crise econômica ocasionada pela pandemia.

No entanto, um setor que aumentou em número de vendas e concomitantemente nas contratações foram as redes farmacêuticas.

O aumento das vendas on line, por exemplo, foram de 120,75% em faturamento, no ano de 2020, de acordo com a Associação Brasileira das Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma).

“Para as vendas no e-commerce é necessário ter profissionais competentes para atender esse internauta. Seja presencial e/ou online, o fato é que o atendente de farmácia e o farmacêutico nunca foram tantas solicitados no mercado de trabalho”, afirma o Gestor do Centro Brasileiro de Cursos (Cebrac), unidade São Gonçalo, Rio de Janeiro, Carlos Favorito,.

As redes de manipulação para humanos e só veterinário, casas de produtos naturais e orgânicos, laboratórios, e farmácias alocadas em hospitais também apresentaram aumento na contratação de profissionais da área de saúde.

Como o profissional de Atendente de farmácia, por exemplo. De acordo com a Catho, o aumento nas contratações nas áreas de saúde foi até de 700% comparado com 2019.

Aumento dos cursos

O Cebrac que tem 90 unidades, em todo o país, viu a procura aumentar em 40% pelo curso de Atendente de Farmácia em 2020.

E só via a agência Cebrac Empregos, foram empregados mais de 1000 jovens no setor farmacêutico.

Competências dos farmacêuticos

O especialista em educação e Diretor do Cebrac, Jefferson Vendrametto, cita as 5 competências para atuar em farmácias de hospitais, farmácias e laboratórios neste “novo normal”:

 1. O profissional deve estar atento a sua saúde mental e do indivíduo que o procura 

Com a pandemia, o aumento de pessoas ansiosas e depressivas aumentaram.

Só no Brasil 80% da população está com ansiedade e 68% apresentam sintomas de depressão, de acordo com uma pesquisa feita pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFGRS).

Portanto, há um estigma ainda em volta da saúde mental do brasileiro.

Não negligenciar as próprias emoções, fazer terapia e ter o conhecimento adequado dos medicamentos que auxiliam as pessoas nas questões mentais é de vital importância para conseguir atuar nas áreas de farmácias.

2. Se qualificar  

Seja para conseguir uma nova colocação no mercado e/ou migrar de carreira, o fato é que com a pandemia, os setores de saúde estão precisando de mão de obra já treinada e qualificada para atuar com o outro.

Assim, é preciso que o profissional procure se qualificar através de cursos.

3. Entender de cosmetologia e atuar nos primeiros socorros

O profissional que quer atuar no nicho farmacêutico, seja dentro de hospitais ou não, precisa ter no radar o aprendizado dos primeiros socorros.

Além disso, nas farmácias, a parte de cosméticos, bem-estar, e perfumaria são carros chefes nas vendas.

É importante que este estudante saiba que além de aprender conteúdos referente a saúde e corpo humano, técnicas de vendas e itens que favoreçam a qualidade de vida das pessoas fazem parte do currículo desse profissional.

4. Orientar sobre a importância da saúde para o individuo

É responsabilidade, também, do profissional de saúde orientar as pessoas sobre a importância de práticas regulares de exercício, ingerir 2 litros de água por dia, não exagerar na parte medicamentosa, entre outros.

Vale,então, praticar a escuta ativa para trabalhar e ter destaque no segmento de farmácias.

5. Usar da tecnologia para facilitar a rotina

Buscar na tecnologia formas para facilitar a condução das tarefas é um diferencial para este profissional da saúde.

Como os farmacêuticos lidaram com a pandemia 

Fonte: Cebrac

Foto: Shutterstock

 

 

 

 

   

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário