fbpx

Sanofi Corp figura como maior corporação farmacêutica da América Latina

Outlook Close-Up Digital apontou as 15 maiores empresas do setor. Acompanhe a lista completa

A Sanofi Corp figura como maior corporação farmacêutica da América Latina. Este foi um dos dados divulgados durante o primeiro dia do evento Outlook Close-Up Digital, que aconteceu ontem (13), via conferência on-line.

O encontro digital mostrou uma série de números e as tendências referentes ao mercado farmacêutico global. O Latam Vice-President & Board Member na Close-Up International, Paulo Paiva, iniciou os trabalhos apontando os principais indicadores.

Entre eles, foram exibidas  as 15 maiores corporações do setor no acumulado de agosto de 2020 e, em primeiro lugar, em vendas, ficou a Sanofi Corp, seguida pela Abbott Corp e Pfizer Corp em segundo e terceiro lugar, respectivamente. Acompanhe o gráfico:

Sanofi CorpUS$ 2,1 bilhões
Abbott CorpUS$ 1,4 bilhão
Pfizer CorpUS$ 1,3 bilhão
Bayer CorpUS$ 1,2 bilhão
NC FarmaUS$ 1,1 bilhão
Johnson CorpUS$ 1,1 bilhão
EurofarmaUS$ 1,0 bilhão
GSK CorpUS$ 1,0 bilhão
Roemmers CorpUS$ 0,9 bilhão
Aché CorpUS$ 0,9 bilhão
Novartis CorpUS$ 0,8 bilhão
Hypera PharmaUS$ 0,8 bilhão
Roche CorpUS$ 0,7 bilhão
Astrazeneca CorpUS$ 0,6 bilhão
Boehringer Ingelheim CorpUS$ 0,6 bilhão

Fonte: Close-up. Vendas (US$ – Bilhões. MAT 08/2020)

O painel Outlook Close-Up Digital também apontou as indústrias farmacêuticas que apresentaram maior desempenho da América Latina.

Desse modo, no acumulado de 2020, a Boehringer Ingelhein Corp ficou na primeira colocação, com crescimento de 20,7%; seguida pela Roemmers Corp (+20,5%) e Eurofarma Corp (+14,2%). Confira, a seguir, as maiores altas.

Boehringer Ingelhein Corp20,7%
Roemmers Corp20,5%
Eurofarma Corp14,2%
Novartis Corp14,2%
Astrazeneca13,5%
Roche Corp11,5%
NC Farma10,6%
Hypera Pharma10%
Sanofi9,8%
Bayer Corp6,1%
GSK Corp5,8%
Johnson Corp4,6%
Abbott Corp3,4%
Pfizer1,1%
Aché Corp– 4,0%

Fonte: Close-Up. (Crescimento. MAT 08/2020)

Fonte: Guia da Farmácia

Foto: Shutterstock

Reputação da indústria farmacêutica antes e durante a pandemia

Deixe um comentário