Senado adia lei de proteção de dados por causa do coronavírus

A Lei Geral de Proteção de Dados passa a valer em janeiro de 2021, com penalidades previstas para agosto de 2021

O Senado aprovou na sexta-feira (03/04) o adiamento da entrada em vigor da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que era previsto para agosto deste ano. O tema foi incluído no PL 1179/2020, que flexibiliza algumas leis do direito privado para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus.

O projeto, encabeçado pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, e protocolado pelo senador Antonio Anastasia, precisa passar pela Câmara dos Deputados e pela sanção do presidente Jair Bolsonaro.

Devido à urgência do tema, a expectativa é que o texto seja aprovado nas próximas instâncias. Com isso, a LGPD passa a valer em janeiro de 2021, com penalidades previstas para agosto de 2021.

Entenda a lei: Lei Geral de Proteção de Dados no mercado de farmácias

Foto: Shutterstcok

Fonte: Folha de São Paulo 

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário