fbpx

Guia de Sortimento 2018

O poder de capilaridade que atrai a indústria, a conveniência convidativa aos consumidores, ou a lucratividade que seduz, é fato que farmácias e drogarias tornam-se cada vez mais interessantes para a venda de não medicamentos.
Os itens de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (HPC) e a categoria de bomboniere têm contribuído para valorizar a experiência de compras no ponto de venda (PDV) e fidelizar os clientes, lembrando que ainda existe alto potencial de desenvolvimento, apesar da já importante participação nas farmácias brasileiras.
Segundo dados da IQVIA, de junho de 2017 a maio de 2018 (MAT* maio/18), o mercado de Higiene & Beleza (H&B) já representa 36% do autosserviço, com faturamento de R$ 16,7 bilhões (a preço consumidor) e crescimento de +10% versus mesmo período do ano anterior.
As farmácias que abrem um espaço adequado e de forma estruturada para os itens de HPC, com certeza, aumentarão seu lucro, pois agregarão um número a mais de produtos na cesta do shopper e também conseguirão uma maior retenção de clientes.
Dados da Close-Up International que representam o desempenho de bomboniere são igualmente positivos. Somente em 2017, o varejo farmacêutico faturou R$ 377 milhões com a categoria, alta de 8,4% em relação ao resultado de 2016.
Trata-se de uma verdadeira novidade neste tipo de PDV. O paciente que vai à farmácia buscar medicamento e encontra produtos para consumo imediato, acaba consumindo estes e possivelmente deixando de consumi-los em outros canais. Também é possível que a compra por impulso estimule o consumidor a comprar esses produtos mesmo se ele não tivesse a intenção antes de entrar na loja.
Acompanhe os resultados das principais categorias do setor, suas marcas mais vendidas e o desempenho anual. Este é um verdadeiro glossário, que você deve ter sempre em mãos, para nortear seu sortimento e possíveis investimentos. Os dados são das duas maiores consultorias de mercado que auditam o canal farma: IQVIA e Close-Up.