fbpx

Tratamento do coronavírus: ibuprofeno x paracetamol

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendou que pessoas com sintomas do novo coronavírus não usem ibuprofeno para aliviá-los

O novo coronavírus, o COVID-19, que vem causando um cenário mundial nunca antes visto, ainda não tem um tratamento específico. Contudo, o uso de alguns anti-inflamatórios, como o ibuprofeno e a cortisona, pode piorar a doença.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendou que pessoas com sintomas do novo coronavírus não usem ibuprofeno para aliviá-los. Paralelamente, as autoridades francesas alertaram que os medicamentos anti-inflamatórios poderiam piorar os efeitos da covid-19.

Contudo, hoje (19/03) a OMS voltou atrás e retirou a restrição ao uso do ibuprofeno. Apesar disso, o Ministério da Saúde segue recomendando que outros medicamentos sejam usados contra a doença. 

Entenda os motivos desta recomendação.

Por que o ibuprofeno não tem sido indicado para os casos de coronavírus?

De acordo com o porta voz da Organização Mundial da Saúde não há evidência robusta em estudos preliminares de como o uso de anti-inflamatórios, como o ibuprofeno, possa agravar paciente com o novo coronavírus, entretanto, mesmo assim, prudente evitar o uso ou administrá-lo com cautela até que mais estudos baseados em evidência científica possam validar essa situação.

Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia, o ibuprofeno deve ser evitado por aumentar os níveis de um receptor que facilitaria a entrada do vírus na célula, e o estudo é preliminar necessitando de maior investigação científica.  Como essa relação ibuprofeno e COVID-19 ainda necessita de maior investigação e de estudos mais robustos, a orientação é de que seja evitado o ibuprofeno considerando que há disponibilidade de outros fármacos para substituí-lo.

Leia também: Coronavírus: o que é, como se espalha e como tratar

ibuprofeno e paracetamol

Existem evidências científicas?

Houve um trabalho publicado na revista The Lancet, em março de 2020, que avaliou estudos feitos com pacientes infectados com o novo corona vírus e indicaram que anti-inflamatórios não esteroides aumentam a expressão de enzimas conversoras de angiotensina 2, receptores que existem em células epiteliais dos pulmões, intestinos, rins e vasos sanguíneos. Assim, possibilitando que o SARS-CoV-2 se ligue e, consequentemente, infecte o organismo. Entretanto, há necessidade de mais estudos a respeito. Portanto, há a suspeita de que anti-inflamatório potencie a ação do vírus. O estudo publicado foi baseado em observação e, portanto, não estabelece relação de causa e consequência cientificamente.

A Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) publicou uma nota de esclarecimento no dia 13 de março de 2020 com a seguinte orientação:

“Em vistas ao conhecimento do envolvimento da enzima conversora de angiotensina 2 (ECA-2) na fisiopatologia da infecção pelo corona vírus, especula-se que a modulação dessa via poderia ser uma alternativa a ser explorada no manejo desses pacientes. A utilização de fármacos como os inibidores de enzima conversora de angiotensina (iECA) e os bloqueadores de receptores de angiotensina (BRA), assim como o uso de tiazolidinodionas e de ibuprofeno resultam em elevação dos níveis da ECA-2.

Os dados disponíveis até o momento alertam que os pacientes infectados com o novo corona vírus que tenham diabetes ou hipertensão ou insuficiência cardíaca e estejam em uso de iECA ou BRA devam ser acompanhados adequadamente. Em não havendo evidências definitivas a respeito da associação entre o uso desses fármacos e maior risco da doença, a SBC recomenda a avaliação individualizada do paciente em relação ao risco cardiovascular da suspensão dos fármacos versus o risco potencial de complicações da doença.”

A cortisona também pode ser contraindicada para casos de coronavírus?

De acordo com a farmacêutica, Maria Aparecida Nicoletti, sim, a cortisona também pode ser contraindicada em casos de coronavírus. “Corticoides podem afetar a capacidade de reação do sistema imunológico. Entretanto, as pessoas que fazem uso em decorrência de enfermidades presentes que fazem uso de corticoides precisam avaliar a situação com o seu médico”, pontuou Maria Aparecida.

Por que o paracetamol pode ser mais indicado para esses casos?

A farmacêutica explica que como a febre é um dos sintomas do coronavírus, analgésicos e antitérmicos podem ser usados para aliviar os sintomas. “Caso haja necessidade do alívio da febre o paracetamol ou a dipirona está sendo indicado. A não utilização do ibuprofeno é por precaução até que estudos mais consistentes sejam finalizados”, afirmou Maria Aparecida.

Qual a importância da consulta médica para avaliar o melhor medicamento a ser usado nesses casos? A automedicação em casos de coronavírus pode trazer que tipo de prejuízos?

Maria Aparecida conta que a avaliação individualizada do paciente em relação aos riscos que o indivíduo apresenta deve ser realizada pelo médico para a análise do potencial de complicações da(s) enfermidade(s) presente(s). “A automedicação poderá intensificar a gravidade de enfermidades presentes, bem como, mascarar sintomas de outras. A população precisa parar de praticar a automedicação e entender os riscos desta prática que gera impacto para o próprio indivíduo e para a sociedade. Em relação ao coronavírus, uma vez que o indivíduo apresente os sintomas característicos da doença, deverá procurar rapidamente uma unidade de saúde o mais próximo possível de sua residência para que ele seja avaliado por um médico que dará todas as orientações necessárias incluindo o alerta para as pessoas que estão/estiveram em contato com o indivíduo. A avaliação de risco e das complicações decorrentes deverá ser feita pelo médico”, conta a farmacêutica.

A Sociedade Brasileira de Cardiologia, diante da pandemia atual pelo novo coronavírus, ressalta que é fundamental a adoção sistemática de todas as medidas preventivas recomendadas pelo Ministério da Saúde e reitera a busca precoce por assistência médica em caso de surgimento de sintomas.

ibuprofeno coronavírus

Confira abaixo a lista de remédios que contêm ibuprofeno:

  • Advil
  • Algiflex
  • Algi-Reumatril
  • Alivium
  • Buprovil
  • Buscofem
  • Dalsy
  • Doraliv
  • Doraplax
  • Febsen
  • Ibuflex
  • Ibufran
  • Ibuliv
  • Ibupril
  • Ibuprofan
  • Ibuprofeno
  • Ibupromed
  • Ibuprotrat
  • Ibuvix
  • Iquego-Ibuprofeno
  • Lombalgina
  • Motrim
  • Novalfem
  • Otiun
  • Parartrin
  • Spidufen
  • Uniprofeno

Leia também: Ibuprofeno: o que é, indicações e como usar para dor e febre

Coronavírus nas superfícies

De acordo com a Medscape, a permanência do coronavírus em superfícies varia de acordo com o material. Confira:

  • Madeira: quatro dias
  • Vidro: quatro dias
  • Papel:quatro a cinco dias
  • Plástico: cinco dias
  • Alumínio:duas a oito horas
  • Luvas cirúrgicas: oito horas
  • Aço: 48 horas

Conclusão

A OMS ainda não tem evidências robustas de como o ibuprofeno pode agravar o estado de saúde dos pacientes com o novo coronavírus, o COVID-19.

Hoje (19/03) a Organização voltou atrás e retirou a restrição ao uso do medicamento.

Contudo, o uso do ibuprofeno deve ser evitado e/ou feito com cautela até que estudos mais profundos possam validar a situação.

 

 

Fonte: Guia da Farmácia

Foto: Shutterstock

 

Sobre o colunista

Victoria Nascimento

13 Comentários

  1. Avatar

    Tem uma mullher espalhando por aí que o ibuprofeno contém uma enzima que fortalece o corona vírus ela fiz que lê jornais italianos notícias da O.M.S mas não trabalha na saúde eu quero que alguém da medicina médico ou cientista explique essas dúvidas.

    • Avatar
      Luis Carlos da costa em

      Tenho um pai de 92 anos teve uma febre leve já passou alguma recomendação

  2. Avatar
    Giseli Oliveira em

    A Única forma é hidratando o corpo, consumindo comida saudáveis e nutritivas, vitamina c, alho, gengibre, açafrão, própolis, tomando sol antes das 10h, praticar alguma atividade física em isolamento social e muita higiene pessoal e da casa.
    Obs: Não sou profissional da saúde e tudo que citei foi baseado em pesquisas sobre como aumentar a imunidade, Tendo em vista que ainda não existe uma vacina disponível.

  3. Avatar

    P se previnir do coronavirus , se deve tomar os remédios q vc tomava continuo apenas p suas infermidades apenas. Vc tem é q se alimentar bem com comidas saudavel, ficar em casa p não se contaminar e p.nao contaminar os outros. E tomar paracetamol em caso de febre . Então tenha paracetamol ou dipirona em casa já.
    Se vc é alérgico a dipirona geralmente a pessoa sabe né. Não tome ibuprofeno , pq na Itália diz a lenda que quem tomou ibuprofeno acelerou a morte quando contaminado.
    Se vc se contaminar e não estiver com falta de ar , irá se curar se alimentando bem , água, paracetamol p febre . Em 1 semana irá se curar praticamente se cuidando e não saindo de casa p transmitir p os outros.
    Mas o melhor é. Aonde contaminar, ainda mais se for diabético, problema renal ou hipertenso.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: