2019 deve ter medicamentos reajustados em 4,45%

Entenda a estimativa calculada pelo Sindusfarma

A Secretaria Executiva da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED) publicou no Diário Oficial da União de hoje o Comunicado nº 17, de 16 de novembro de 2018, onde divulga o valor do Fator X, para 2019, que ficou estabelecido em 0,0% (zero vírgula zero por cento).

O Fator X é o componente da fórmula balizadora do reajuste de preços que tenta prever a produtividade prospectiva da indústria farmacêutica, e é o valor que é retirado do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Em razão disto, em 2019, o reajuste de preços não terá os tradicionais três níveis pois, se o fator X é igual a 0,0%, não há o que se retirar do IPCA.

Portanto, o reajuste para 2019 deverá ser, pelo menos, o valor integral do IPCA acumulado entre março de 2018 e fevereiro de 2019, já que o Fator Y só será publicado em fevereiro de 2019 e, em razão do câmbio e energia elétrica, pode ser maior que 0,0%.

Desta maneira, o Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos no Estado de São Paulo (Sindusfarma) traz uma primeira simulação do reajuste para 2019:

Nesta simulação, a entidade assume o valor da inflação (IPCA) projetada pelo Banco Central (BACEN) de março de 2018 a fevereiro de 2019 – 4,45% e parte da premissa conservadora que o Fator Y será 0,0%.

Sendo assim, nesta primeira simulação, o reajuste anual de preços dos medicamentos em 2019 ficará em torno de 4,45% (valor cheio da inflação).

Fonte: Sindusfarma

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário