fbpx

Consumo de remédios para câncer de próstata aumenta 261%

Número de prescrições cresceu de 542 para 1.958 entre 2017 e 2019

O volume de remédios dispensados nos programas de assistência farmacêutica para o tratamento de câncer de próstata aumentou 261% nos últimos três anos. É o que aponta um estudo da ePharma, empresa líder no gerenciamento de Planos de Benefícios de Medicamentos (PBM) contratados por RH de empresas ou ligados a planos de saúde corporativo. De acordo com o levantamento, 1.958 unidades foram comercializadas entre janeiro e novembro de 2019, contra 542 vendidas no mesmo período de 2017.

No acumulado dos três anos, foram consumidas 4.110 unidades de mais de dez tipos de remédios disponibilizados para câncer de próstata. Com 1.899 (46,20%) do total comercializado, o líder no ranking foi o Zytiga. Na sequência aparecem o Xtandi (964 unidades) e o Bicalutamida (778). Casodex (278) e Destilbenol (92) ocupam a quarta e quinta colocação, respectivamente.

MEDICAMENTOSUNIDADES
Zytiga1.899
Xtandi964
Bicalutamida778
Casodex278
Destilbenol92

* Fonte: ePharma

Foto: Shutterstock

Fonte: ePharma 

 

Deixe um comentário