fbpx

Governo do Estado de SP estimula produção de medicamentos biológicos

Medida permite desenvolvimento de laboratórios de pesquisa e desenvolvimento de biotecnologia

O Governo do Estado editou uma norma com o objetivo de estimular o desenvolvimento da produção de medicamentos biológicos no Estado de São Paulo. Estes medicamentos são aqueles produzidos a partir de células vivas, como plantas e micro-organismos. Já os medicamentos sintéticos são produzidos por meio da manipulação química de substâncias em laboratório. O processo de produção de medicamentos biológicos é mais complexo.

A Resolução SFP 51/2019 permite a suspensão do ICMS na importação de produtos utilizados nos tratamentos de diversas doenças crônicas e que auxiliam na melhoria da qualidade de vida dos pacientes. Os medicamentos que serão beneficiados são utilizados no tratamento de doenças de alta complexidade, tais como artrite reumatoide, psoríase, artrite psoriática, colite ulcerosa, doenças inflamatórias intestinais, esclerose múltipla e linfomas não Hodgkin, além do câncer de mama, colo-retal, pulmonar, de cabeça e pescoço. “É uma medida de simplificação tributária que ajudará a fortalecer o setor farmacêutico e que estimulará o Estado de São Paulo a produzir medicamentos de consumo relevante”, destacou o secretário da Fazenda e Planejamento, Henrique Meirelles.

Veja Mais

A resolução amplia diretamente o acesso da população a estes produtos e beneficia empresas que possuem contrato firmado no âmbito das Parcerias para o Desenvolvimento Produtivo (PDP) do Ministério da Saúde. Além disso, auxilia no fortalecimento do complexo industrial do setor farmacêutico no Estado de São Paulo, uma vez que o incentivo permitirá o desenvolvimento de laboratórios de pesquisa e desenvolvimento de biotecnologia instalados em São Paulo que possuam contratos firmados no âmbito das PDPs.

A PDP visa ampliar o acesso a medicamentos e produtos considerados estratégicos para o Sistema Único de Saúde (SUS). Em uma de suas fases, é necessária a importação de medicamentos e produtos para permitir a absorção e a transferência de tecnologia para posterior internalização da produção.

Por meio da medida editada pelo Governo do Estado, essa etapa de absorção e transferência da tecnologia ficará mais acessível, tendo em vista a suspensão do ICMS devido na importação desses medicamentos e produtos que serão produzidos localmente em uma fase futura.

Fonte: Guia da Farmácia

Foto: Shutterstock

Boehringer anuncia colaboração para novo tratamento da obesidade

 

Deixe um comentário