Índia anuncia exportação de vacinas para 6 países; Brasil não está na lista

Países vão receber doses do imunizante fabricado pela parceria entre AstraZeneca e Universidade de Oxford a partir de hoje (20)

O Brasil não está na lista dos países para exportação das vacinas da Índia.

O governo da indiano, maior fabricante mundial de vacinas, anunciou dia 19 que enviará a partir desta quarta-feira, 20, material para vacinas contra a Covid-19 para seis países.

No entanto, aguarda confirmação de autorizações regulatórias locais para enviar material a outros três países.

O governo brasileiro aguarda o envio de 2 milhões de doses de vacinas adquiridas da Universidade de Oxford e da empresa AstraZeneca, adquiridas pela Fundação Owsaldo Cruz (Fiocruz), que foram produzidas na Índia.

Na semana passada, um avião chegou a ser enviado para buscar o material, mas parou em Recife antes de cruzar o Atlântico.

Isso aconteceu diante da falta de confirmação por parte do governo indiano que as vacinas seriam enviadas.

Nota sobre a exportação das vacinas

No comunicado, o Ministério das Relações Exteriores da Índia diz que está fornecendo o material para ButãoMaldivasBangladeshNepalMianmar e o arquipélago de Seicheles.

Os países onde os trâmites legais ainda estão em andamento são Sri LankaAfeganistão e as Ilhas Maurício.

O texto informa ainda que, “em um esforço contínuo, a Índia continuará fornecendo vacinas a países em todo o mundo. Isso será calibrado em relação aos requisitos domésticos, à demanda e a obrigações internacionais”, incluindo o material para a aliança global de vacinas, coordenada pela Organização Mundial de Vacinas, novamente sem nenhuma referência direta ao Brasil.

O total de doses para cada um desses países não foi detalhado.

O comunicado relata ainda que o país está implementando seu próprio programa de imunização, voltado neste momento para profissionais de saúde, trabalhadores da linha de frente e as pessoas mais vulneráveis e que o atendimento da demanda interna será equilibrada com a demanda internacional.

A Índia é um dos países mais populosos do mundo, com mais de 1 bilhão de habitantes.

governo brasileiro chegou a preparar um avião para buscar 2 milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca na Índia, que seriam exportadas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e usadas no início da vacinação no País, mas o voo acabou sendo cancelado.

Além disso, clínicas privadas de vacinação também têm acordo para comprar 5 milhões de doses da vacina da Bharat uma vez que o imunizante obtenha registro definitivo junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Vacinação contra a Covid-19 ameaçada no Brasil 

Fonte: Estadão

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário