fbpx

Infarto e AVC podem ocorrer em qualquer idade: entenda os motivos

Maus hábitos como tabagismo, sedentarismo e estresse, somados às doenças crônicas, são alguns dos fatores determinantes para acometimento de infarto e AVC em jovens

É importante sempre estar alerta para a incidência das doenças cardiovasculares, principais causas de morte no Brasil e no mundo. Dentre elas, destacam-se o Infarto do Miocárdio (IAM) e o Acidente Vascular Cerebral (AVC), que juntos, causam cerca de 110 mil mortes por ano no País. Apesar de serem mais frequentes com o avançar da idade, podem afetar qualquer pessoa e em qualquer lugar.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, foram registrados aproximadamente 27 mil internações no Sistema Único de Saúde (SUS) por AVC na faixa etária de 15 a 39 anos, entre 2014 e abril de 2017. Por outro lado, o Data SUS mostra, em sua última apuração, que houve 589 internações de jovens, em decorrência de infarto em um período de nove meses.

Veja Mais

De acordo com a presidente da Rede Brasil AVC, Dra. Sheila Martins, o Infarto e o AVC acontecem em jovens por um conjunto de fatores, como hábitos de vida nocivos, histórico familiar e doenças crônicas. “O tabagismo, sedentarismo, má alimentação, ansiedade e estresse são alguns dos elementos que aumentam a suscetibilidade. A hipercolesterolemia – colesterol ruim elevado – e doenças crônicas, como o diabetes tipo 2 e hipertensão arterial, tornam o risco ainda maior.”

O impacto que essas doenças podem causar na vida do jovem é maior comparado à outras idades. Isso porque essa parcela da sociedade está em seu período de maior produtividade e, ao adoecer, em decorrência de infarto ou AVC, sofrem consequências psicossociais e econômicas mais profundas. Para a Dra. Sheila, o espectro de causas é maior nos pacientes jovens, sendo os distúrbios de coagulação e o uso de drogas algumas condições agravantes.

Causas de Infartos e AVCs

Considerada a doença que leva ao maior índice de incapacidade funcional no mundo, o AVC ocorre de duas maneiras. A primeira é a hemorrágica, por ruptura de vasos responsáveis pela irrigação cerebral. A segunda, responsável por 85% dos casos, é a isquêmica. Ela ocorre quando há obstrução das artérias e consequente redução da circulação sanguínea, com sofrimento da região cerebral acometida.

O infarto, por outro lado, é causado pela obstrução de alguma artéria do coração. Em ambas as doenças, coágulos podem contribuir para a interrupção do fluxo sanguíneo e funcionamento normal dos órgãos. Porém, no infarto, o maior causador das obstruções é o acúmulo de placas de gordura nas paredes das artérias.

Em ambos os casos, o rápido atendimento ao paciente que está sofrendo um AVC ou infarto é crucial para evitar sequelas graves e até salvar vidas. No caso do AVC isquêmico, quanto mais tempo a artéria obstruída impedir a circulação de sangue em determinada área do cérebro, mais células locais, chamadas de neurônios, irão morrer. Assim, aumentando e intensificando a chance de sequelas graves.

Sendo assim, para alertar a população sobre a importância do rápido atendimento ao paciente que está sofrendo um AVC ou infarto, foi criada a campanha “A Vida Conta”, que é uma iniciativa da associação de pacientes Rede Brasil AVC em parceria com a Sociedade Brasileira de Doenças Cerebrovasculares e apoio da Boehringer Ingelheim.

Foto: Shutterstock
Fonte: Boehringer Ingelheim

Deixe um comentário