fbpx

Interação medicamentosa pode ser evitada

Farmacêutico tem papel fundamental na conscientização

A cada hora, três brasileiros sofrem por intoxicação causada por interação medicamentosa, na maior parte sem a orientação de um médico ou farmacêutico. Além disso, uma pesquisa feita com 8.000 usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) revelou que 10% dos pacientes usam cinco ou mais medicamentos por dia.

O uso indiscriminado dos fármacos pode causar efeitos indesejáveis e trazer sérios riscos à saúde. O papel do farmacêutico é essencial para diminuir os casos de erros ao tomar medicamentos, já que ele pode orientar corretamente os pacientes sobre como e quando usar cada fármaco, evitando a interação medicamentosa. Conheça mais sobre as possíveis interações medicamentosas:

Antiácido + antibiótico

Os antiácidos podem reduzir a taxa de absorção do antibiótico e comprometer sua efetividade. É preciso esperar, no mínimo, uma hora após a ingestão do antibiótico para tomar o antiácido.

Corticoide + Anticoncepcional

Apesar dos corticoides não cortarem os efeitos da pílula, eles podem ter seus efeitos colaterais potencializados. O mais adequado é evitar o uso do corticóide e verificar a possibilidade de substituir por outro medicamento.

Medicamento para emagrecer + antidepressivo

A associação de medicamento à base de sibutramina e fluoxetina, o antidepressivo poderá inibir as enzimas que metabolizam a sibutramina, potencializando as reações adversas. Podem ocorrer o aumento da pressão arterial e taquicardia. Deve-se evitar a administração de um dos medicamentos. Dependendo do metabolismo, até a administração de doses mínimas poderá interagir de forma perigosa.

Diuréticos + Phyllantus niruri L (fitoterápico)

Medicamentos fitoterápicos podem interagir com outros fitoterápicos e/ou alopáticos. As interações medicamentosas que podem acontecer são um medicamento potencializar a ação do outro ou perder o efeito ou ainda alterar a absorção. No caso do Phyllantus niruri L, potencializa a ação dos diuréticos indicados para o tratamento da hipertensão. Deve-se evita a administração simultânea, dando um intervalo entre o uso dos medicamentos.

Foto: Shutterstock

Sobre o autor

Guia da Farmácia

Premiado pela Anatec na categoria de mídia segmentada do ano, o Guia da Farmácia é hoje a publicação mais conhecida e lembrada pelos profissionais do varejo farmacêutico. Seu conteúdo diferenciado traz informações sobre os principais assuntos, produtos, empresas, tendências e eventos que permeiam o setor, além de Suplementos Especiais temáticos e da Lista de Preços mais completa do mercado.

Deixe um comentário