fbpx

Maioria dos pacientes com diabetes tipo 2 não tem controle da doença

Pesquisa revela que percepções de médicos e acometidos é diferente

Aproximadamente 60% das pessoas com diabetes tipo 2 em uso de insulina basal não têm a doença controlada, ou seja, não atingem o nível ideal de açúcar no sangue (hemoglobina glicada menor que 7%). Para entender melhor as razões deste número, a Novo Nordisk realizou um estudo sobre Percepções de Controle (PdC) e diabetes, investigando como médicos e pacientes definem o controle da doença.

Um dos resultados revela que as pessoas com diabetes tipo 2 têm uma definição mais ampla de “controle”, com uma perspectiva abrangente sobre os obstáculos para obter o controle da doença.

Veja Mais

Ao intensificar o tratamento com insulina, os pacientes preocupam-se com a quantidade adicional de injeções, o ganho de peso, o aumento de episódios de hipoglicemia e a possibilidade de que a intensificação signifique que eles estão mais doentes.

“Dentre muitas das questões para as quais o estudo trouxe luz, uma das principais foi como um diálogo aberto e humanizado durante as consultas pode levar a planos de tratamento individualizados que atendam ás preocupações dos pacientes e garantam o sucesso do tratamento, de modo a capacitá-los a gerenciar o diabetes como parte de suas vidas”, explica o gerente de grupo médico da Novo Nordisk, Dr. Gabriel Fagundes.

Foto: Shutterstock

Deixe um comentário