HPC

Entenda como as mulheres têm mudado critérios ao escolher produtos de beleza

Uma pesquisa realizada pela startup Opinion Box para a empresa de cosméticos Flora aponta tendências de sustentabilidade, ingredientes naturais e mais

Produtos mais naturais, não testados em animais e sustentáveis tem ganhado destaque no mercado e tem mudado os critérios de produtos de beleza comprado pelo público feminino.

Com os consumidores mais conscientes do impacto do consumo no meio ambiente e atentos aos rótulos a busca por alternativas que utilizem uma quantidade mínima de químicos e equilibrem o autocuidado com o cuidar do planeta aumentou.

Uma pesquisa realizada pela startup Opinion Box para a empresa de cosméticos Flora, realizado no fim de março e início de abril, com mais de 500 mulheres nas cinco regiões do Brasil, apontou que 75% delas mudaram o seu critério de escolha de produtos de beleza nos últimos anos.

Atualmente, mais de 40% priorizam produtos com uma quantidade mínima de químicos e ingredientes naturais.

Sendo que custo-benefício e fragrância seja importante para 63% e 50%, respectivamente, na hora da escolha de um novo shampoo ou condicionador.

Além disso, 73% afirma que deixaria de comprar um produto ao saber ser testado em animais.

Dessa maneira, antes de testarem um novo shampoo, por exemplo, 58% das brasileiras dizem ler o rótulo do produto para descobrir se a formulação inclui sal.

Outros 38% se atentam também à presença de silicones pesados, parabenos e corantes.

Critérios para produtos de beleza

O acesso à informação teve e tem papel fundamental nessa mudança. Hoje, 55% das brasileiras estão pesquisando sobre as marcas e produtos que desejam comprar na internet antes de levá-los para o chuveiro.

E mais de 70% deixariam de comprar um item após descobrir que ele foi testado em animais.

O levantamento mostrou, ainda, que 94% das consumidoras que certamente pesquisam sobre as marcas.

E que também leem as embalagens dos produtos antes da compra dão preferência para as formulações com ingredientes naturais.

E, dessas, mais de um terço acredita que esses produtos deixam seus cabelos mais bonitos e saudáveis e reduzem também o risco de alergias.

Exemplo

De olho nessas tendências, a Flora tem investindo em novidades nas suas marcas.

Em abril, a OX Cosméticos lançou a linha OX Plants, com 93% de ingredientes naturais.

A novidade chega ao mercado em três versões: Hidrata & Dá Brilho, Nutre & Cresce e Cuida do Couro & Fortalece.

A saber, todas liberadas e formuladas sem adição de cloreto de sódio (sal), silicones, óleos minerais, corantes e parabenos.

Tecnologia

“Com tecnologia é possível criar fórmulas com ingredientes vegetais naturais e uma quantidade mínima de químicos necessários para assegurar a estabilidade dos produtos, mas não agressivos aos cabelos ou ao meio ambiente”, diz a diretora de Pesquisa e Desenvolvimento na Flora, Cintia Fuchs.

De acordo com ela, a maneira como nos conectamos com a beleza está, portanto, mudando. 

“Estamos mais engajadas em escolhas que priorizam a saúde. Prova disso é que mais da metade das brasileiras já experimentou um produto para cabelo com alto percentual de naturalidade e, dessas, 88% aprovaram os resultados”, afirma.

Também por conta disso, o setor de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos registrou crescimento de 5,8% em 2020 e um superávit de US$ 23,4 milhões, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec).

Dez principais tendências globais de consumo em 2021

Fonte:  Exame

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário