fbpx

Nebulizador inAResp, da Abbott, oferece opção portátil para inalação

O nebulizador inAResp, da Abbott possui tecnologia que produz partículas finas do produto a ser nebulizado, deixando-o na média de tamanho ideal, oferecendo mais conforto e alívio

A empresa de cuidados para a saúde, Abbott, está lançando no Brasil o nebulizador portátil inAResp. Assim, tornando mais fácil e conveniente o tratamento respiratório. Além de produzir partículas finas no tamanho médio ideal para melhorar a absorção e eficácia de tratamentos respiratórios, inAResp é mais leve, silencioso e compacto que outros nebulizadores do mercado. Dessa forma, proporcionando mais alívio e conforto durante a inalação.

A tecnologia One Touch Clear™ de inAResp também oferece mais praticidade para desmontar e limpar o produto. Ele pode ser higienizado de maneira fácil e simples, minimizando os riscos de proliferação de fungos, muito comum em outros modelos de nebulização por compressores.

Veja Mais

“Com inAResp, agora as pessoas que realizam inalação podem ter a solução de que precisam, com altos padrões de qualidade, na comodidade de suas casas”, comenta a diretora médica da divisão de farmacêuticos estabelecidos da Abbott no Brasil, Riva Dimitrov.

Em dias mais frios, muitos lugares como escritórios, transportes públicos e residências mantêm as janelas fechadas por mais tempo. Assim, sem a ventilação adequada e com maior risco de proliferação de vírus e bactérias. Como consequência, as idas ao hospital acabam sendo mais frequentes, principalmente por conta de gripe, asma, bronquite e outras doenças respiratórias. De acordo com o Ministério da Saúde, em 2018 foram registradas cerca de 1,2 milhões de internações hospitalares decorrentes de doenças respiratórias. Essas doenças afetam, principalmente, a faixa etária entre zero e 15 anos.

Diferenciais do inAResp, da Abbott

“O grande diferencial da tecnologia de inAResp é o tamanho da partícula de medicamento produzida pelo nebulizador, pois partículas grandes não chegam até o pulmão e partículas pequenas demais entram e saem dos pulmões sem serem absorvidas. InAResp produz partículas finas no tamanho médio de 2.15μm, o que é considerado ideal para chegar mais profundamente aos alvéolos do pulmão. Desta forma, melhorarando sua absorção e a eficiência da nebulização”, explica Riva.

Além disso, seu design pequeno foi desenvolvido para facilitar o momento da inalação, podendo ser usado em diferentes posições e lugares, pois utiliza apenas pilhas. InAResp apresenta os mais altos padrões de nebulização atualmente disponíveis para os brasileiros, ajudando-os a estar e permanecer mais saudáveis”, conclui Riva.

Foto: Abbott
Fonte: Abbott

Deixe um comentário