fbpx

Nervo ciático: o que é, sintomas e tratamentos

Dor é apenas o sintoma de alguma doença, como a hérnia de disco

Entre as principais queixas de dor lombar que acometem mais de 90% da população de forma global, a mais prevalente e uma das maiores causas de procura por auxílio médico e que geram absenteísmo no trabalho é a dor do nervo ciático1.

Contudo, embora seja tratada como uma doença, essa dor é apenas o sintoma de alguma doença, como a hérnia de disco1.

A origem mais comum tem relação com os processos degenerativos, que são alterações que apresentadas com o avanço da idade1.

Outras causas envolvidas podem ser atividades físicas pesadas e sem supervisão de um especialista, posturas erradas, obesidade, fraturas na coluna e até tumores1.

Nesta reportagem, será possível acompanhar mais detalhes sobre o que é e onde fica o nervo ciático.

Por que causa dor, sintomas, quantos dias duram as crises. Além de fontes de tratamento – medicamentoso, alternativo e cirúrgico -, e de formas de prevenção. Acompanhe:

O que é o nervo ciático?

O ciático é o maior nervo do corpo humano. Ele é formado pela junção de todas as raízes nervosas do plexo lombar2.

Um plexo assemelha-se a uma caixa de ligações elétricas em uma casa.

Em um plexo, as fibras nervosas dos diferentes nervos espinhais são ordenadas e recombinadas, de maneira que todas as fibras que vão para um local específico do corpo se agrupam num nervo3.

Assim, o plexo lombar proporciona as ligações com as costas, o abdômen, a virilha, as coxas, os joelhos e as panturrilhas3.

Onde fica o nervo ciático?4

onde fica o nervo ciáticoEste nervo se origina no plexo lombo sacro, ou seja, na região lombar.

E é formado por diversas ramificações que se ligam às últimas vértebras e à base da coluna vertebral e atravessam o quadril, os glúteos, a coxa, o joelho e o tornozelo.

Quando chega na metade do fêmur, o maior osso da coxa, o ciático se divide em fibular e tibial, que são ramificações que seguem pela perna.

O que é a famosa dor no nervo ciático ou ciatalgia?

A ciática ou ciatalgia é a dor ao longo do curso do nervo ciático, geralmente resultado de comprometimento de raiz nervosa na coluna, mas pode ser também por compressão ou inflamação do próprio nervo5.

O dano ao ciático pode ocorrer dentro do canal espinhal, no forame intervertebral (espaço entre as vértebras por onde passa a medula espinhal) ou em algum outro ponto de seu percurso, já que atravessa vários músculos, fascias (membranas de tecido fibroso que protegem os órgãos) e tendões6.

Qual a causa mais comum da dor no nervo ciático?

A causa mais comum de ciática é a hérnia de disco5.

A hérnia de disco é uma doença que ocorre pelo desgaste ou trauma dos discos vertebrais lombares ou cervicais, que apertam as raízes nervosas que passam próximas a eles. Gerando um processo inflamatório doloroso e muitas vezes incapacitante1.

A dor tem início na região das costas, passando pelas nádegas, chegando até a parte mais baixa de uma ou das duas pernas1.

Outros sintomas da hérnia de disco são: formigamento, dormência e fraqueza de pernas e dedos1.

Quais outras causas possíveis para este problema?5

Existem diversas outras causas de ciática. Entre elas:

Congênita: cisto meníngeo, cisto perineural ou raízes nervosas unidas.

Adquirida: estenose de canal espinhal, espondilose (artrose da coluna), espondilolistese (escorregamento da coluna), cisto facetário, cisto sinovial, ossificação heterotópica em torno do quadril, lesões por injeção intramuscular em torno do quadril ou lesão do nervo após cirurgia do quadril.

Infecciosa: discite (infecção do disco intervertebral) e herpes zoster.

Neoplásica: tumores da coluna (mieloma múltiplo, metástases), tumores dos ossos ou tecidos moles ao longo do curso do nervo ciático (neoplasia intra-abdominal ou pélvica), tumores da coxa ou panturrilha.

Inflamatória: bursite no quadril e miosite (doença reumática) do músculo bíceps-femoral.

Vascular: a ciática pode ser mimetizada pela claudicação intermitente, que é a dor, geralmente nas pernas, causada por pouco fluxo de sangue, geralmente durante o exercício.

Dor referida de origem não espinhal: cálculo (pedra) renal, infecção renal, cálculo (pedra) na vesícula, apendicite, endometriose, hérnia inguinal (escape de uma alça do intestino), úlcera duodenal, etc.

Síndrome do piriforme: compressão do nervo ciático pelo músculo piriforme. Produz dor na distribuição ciática e fraqueza para movimentar o quadril.

Outros: neuropatia femoral, lesão do plexo sacral ou neuropatia diabética.

O que a compressão no nervo ciático provoca?

compressão do nervo ciáticoQuando existe compressão ou inflamação deste nervo, surge a dor ciática que causa sintomas como dor intensa no fundo das costas, glúteo ou pernas, dificuldade em manter a coluna ereta e dor ao andar7.

Nestes casos, é importante procurar um médico ortopedista ou fisioterapeuta para que este especialista possa orientar o tratamento adequado7.

Quais os sintomas do nervo ciático inflamado?

Quando um nervo é comprimido, tende a ficar inchado e inflamado, provocando dor ao longo do trajeto e, em alguns casos, perda da força muscular e da sensibilidade tátil8.

A compressão do nervo ciático pode gerar7:

1. Dor em formigamento, dormência ou choque na coluna, glúteo, perna ou planta do pé.

2. Sensação de queimação, fisgada ou perna cansada.

3. Fraqueza em uma ou ambas as pernas.

4. Dor que piora ao ficar muito tempo parado.

5. Dificuldade para caminhar ou ficar muito tempo na mesma posição.

Estes sintomas estão associados a alterações na coluna, como hérnia de disco, espondilolistese (fratura por estresse de uma vértebra) ou mesmo artrose na coluna7.

A intensidade da dor varia muito de caso a caso. Dessa forma, pode ser leve, causando apenas desconforto ou queimação ocasional. Contudo, em casos mais graves, pode ser incapacitante, impedindo o paciente de ficar em pé8.

Uma sensação de choque elétrico pelo trajeto do nervo também é comum8.

A ciatalgia pode piorar após esforço, tosse ou espirro. Ficar sentado por longas horas também costuma agravar os sintomas da dor ciática8.

Além da dor, a compressão do nervo ciático também pode provocar dormência, formigamento ou redução da força muscular no membro acometido. Em casos graves, o paciente pode apresentar incontinência urinária ou fecal8.

Quantos dias dura uma crise no nervo ciático?2

Com o procedimento adequado, a dor tende a melhorar em 15 dias. Contudo, é importante procurar atendimento médico e nunca praticar a automedicação.

O maior risco está no fato de que muitas pessoas evitam este atendimento por acreditar que a dor vai melhorar.

Se não tratada corretamente, essa condição pode evoluir, tornar-se incapacitante, e levar a distúrbios neurológicos, como perda da sensibilidade e da função motora.

Como é realizado o diagnóstico?

Quando os primeiros sintomas surgem é muito importante consultar um médico ortopedista ou um fisioterapeuta7.

Estes especialistas podem indicar a melhor conduta, seja por meio de testes realizados no consultório ou exames de imagem, como ressonância ou tomografia da coluna7.

Exames como estes podem avaliar se existe alguma alteração que esteja comprimindo o nervo, dando origem aos sintomas7.

A eletroneuromiografia e estudos de condução nervosa podem ser igualmente úteis quando existe dúvida quanto ao diagnóstico8.

Uma das manobras utilizadas no exame físico para avaliação da dor ciática é a manobra de Lasègue2.

Nela, o paciente é deitado com uma das pernas é elevada, mantendo-a estendida para avaliar a repercussão da dor2.

Além disso, é importante realizar exame neurológico de sensibilidade e motricidade a fim de avaliar a extensão do acometimento neural2.

Quais os tratamentos indicados para dor do nervo ciático?

tratamento do nervo ciáticoO tratamento mais comum é conservador e varia de acordo com a causa, os sintomas apresentados e a intensidade da dor2.

O repouso relativo é geralmente indicado. Assim, apesar do paciente poder se se movimentar e trabalhar, deve evitar carregar peso, fazer muito esforço ou ficar muito tempo sentado2.

Sessões de fisioterapia podem ser igualmente indicadas2.

Quais medicamentos podem ser usados?

O tratamento de base para 90% dos casos é realizado com medicamentos (anti-inflamatórios, analgésicos e relaxantes musculares), atividades de correção postural, fisioterapia e infiltrações1.

Em casos de dor intensa, opioides (derivados da morfina) podem ser necessários. O uso de relaxante muscular ou benzodiazepinas, como o diazepam, também ajudam no controle dos sintomas8.

Como a dor da ciatalgia tem origem neurológica, medicamentos com antidepressivos ou anticonvulsivantes podem ser usados para controlar dores crônicas8.

Quais exercícios físicos são indicados para ciática?

Prevenir a dor ciática é possível com medidas simples, como praticar exercícios físicos regularmente. Aliás, a Organização Mundial de Saúde (OMS) indica 30 minutos diários de atividades2.

Também são recomendados, controlar do peso, alongamento e fortalecimento da musculatura da região lombar e da região posterior da coxa2.

Além disso, corrigir a postura e evitar ficar muito tempo sentado na mesma posição pode contribuir positivamente para a saúde da coluna vertebral, evitando dores2.

Confira, a seguir, alguns exercícios fisioterapêuticos para dor no nervo ciático9:

  • Extensão deitado: o posicionamento em decúbito dorsal melhora de forma significativa o quadro álgico e o próprio paciente desenvolve, ao longo do tempo, uma percepção positiva da postura, procurando se alinhar e permanecer deitado em momentos de crise.
  • Relaxamento em extensão sobre a fitball (bola suíça): o posicionamento em decúbito dorsal neste acessório pode reduzir os sintomas de compressão do nervo ciático.
  • Arqueamento da coluna vertebral sentado: este exercício consiste no posicionamento inicial do paciente na postura ajoelhada, com as mãos em contato com os tornozelos. A orientação é que ele realize extensão da coluna progressivamente, trabalhando a respiração, buscando os mesmos desfechos dos procedimentos supracitados.
  • Ponte: em decúbito dorsal, o indivíduo apoia os pés sobre o solo com joelhos fletidos, e projeta a pelve superiormente, realizando extensão do quadril. O fortalecimento dos extensores do quadril se faz necessário para benefícios a longo prazo.
  • Alongamento para nervo ciático: são selecionados segundo a análise do encurtamento dos músculos que podem ter comprimido o nervo ciático. O piriforme, quadrado lombar, oblíquos externo e interno, glúteos e posteriores da coxa são os principais vilões da ciatalgia.
  • Exercícios para abdominais sobre a fitball:  aumentam a aderência dos pacientes aos abdominais, pois favorecem o encaixe da coluna lombar e oferecem maior flexibilidade e grandes níveis de recrutamento muscular.
  • Alongamento do piriforme: o paciente beneficia-se com o alongamento, realizado em decúbito ventral, mantendo a adução de quadris e flexão de joelhos a 90°. Com a ajuda de um fisioterapeuta, o paciente posiciona as mãos nos tornozelos e realiza rotação interna dos membros inferiores para favorecer a descompressão ciática.
  • Exercícios aeróbicos de baixo impacto: como opções de equipamentos para exercícios aeróbicos, estão disponíveis a esteira, a bicicleta ergométrica, ou elíptico.

Quais os tratamentos alternativos para dor no nervo ciático?

tratamento alternativo para o nervo ciático

 

 

 

 

Para dar fim nas dores do nervo ciático, é importante que o acometido consulte um médico para o diagnóstico correto e se certifique de terapias alternativas que poderia utilizar10.

Com o aval de um especialista, algumas técnicas podem ser utilizadas, como  exercícios físicos, massagens ou tratamentos orientais10.

São exemplos as massagens, moxaterapia (medicina chinesa), reflexologia, shiatsu, quiropraxia e yoga10.

A acupuntura pode ser uma aliada no alívio das dores, conforme já comprovado em pesquisas científicas2.

O calor também ameniza a dor ciática, portanto banhos quentes ou aplicação de bolsas térmicas na região costumam ajudar10.

Alguns exercícios físicos com carga ou alto esforço são proibidos para pacientes com inflamação no nervo ciático10.

No lugar deles, deve prevalecer o treino de baixo impacto e a hidroginástica, por exemplo10.

A fisioterapia pode ser aplicada?11

fisioterapia para o nervo ciáticoA fisioterapia ortopédica auxilia no tratamento de pessoas com dor no nervo ciático.

O fisioterapeuta pode realizar exercícios para fortalecer o assoalho pélvico, a musculatura interna da coxa, o abdômen, a coluna e o diafragma (para cada região, são aplicados exercícios diferentes).

A Reeducação Postural Global (RPG), igualmente, também pode ajudar na correção da postura e é um grande auxílio no tratamento.

A alimentação pode influenciar na dor do nervo ciático?2

A alimentação pode estar relacionada, sim, com os casos de dor no nervo ciático.

Sabe-se que o excesso de peso e falta de exercício físico, aliado ao hábito de permanecer muitas horas sentado de forma incorreta prejudicam o alinhamento adequado da coluna vertebral e podem causar dores na região lombar.

Podendo irradiar para a região glútea, posterior da coxa, e chegando aos membros inferiores.

A coluna se estabiliza com ajuda da musculatura paravertebral e abdominal.

Quando há fraqueza nessa musculatura, a estabilidade fica prejudicada, podendo sobrecarregar os discos entre as vértebras.

A obesidade e o sedentarismo podem piorar o quadro.

Quando a cirurgia é indicada?

Caso o tratamento clínico não seja suficiente e exista compressão importante dos nervos, com comprometimento neurológico, é possível que o médico opte pelo tratamento cirúrgico2.

No entanto, essa medida é indicada para apenas 10% dos casos, já que a grande maioria responde bem ao tratamento convencional2.

De modo geral, medicações analgésicas, anti-inflamatórias, relaxantes musculares, anti-depressivos, anti-convulsivos, além de fisioterapia e RPG são suficientes12.

Os casos mais comuns de problemas passíveis de intervenção cirúrgica são os degenerativos, surgidos normalmente em pessoas com idade mais avançada12.

À medida que idoso sofre alterações no metabolismo, podem aparecer problemas como hérnia de disco, a espondilolistese – que é o deslizamento de uma vértebra para a frente, para trás ou para os lados12.

Esse problema pode causar dores ou irritação da raiz nervosa -, e casos de estreitamento do orifício de passagem do nervo, que pode levar a problemas comuns como ciática, por exemplo12.

Contudo, há quem se assuste ao ouvir falar em cirurgias na coluna. Mas com os avanços da medicina,existem vários tipos de tratamento não invasivos, feitos com agulhas através da pele, ou pequenas aberturas na pele e na musculatura12.

Apenas grandes cirurgias, normalmente requerem o uso de pinos no processo, mas graças às diversas novas técnicas existentes, os riscos de sequelas após esse tipo de procedimento são mínimos12.

Como prevenir a dor no nervo ciático?13

Prevenir a dor ciática é possível com medidas simples, como praticar exercícios físicos regularmente, controlar o peso, alongamento e fortalecimento da musculatura da região lombar e da região posterior da coxa.

Além disso, evitar de ficar muito tempo sentado é algo que pode contribuir, positivamente, para a saúde da coluna vertebral, evitando dores.

Como lidar com o nervo ciático inflamado na gravidez?14

nervo ciático na gravidezA dor provocada pelo nervo ciático é uma das principais reclamações das futuras mamães.

A conduta a partir do diagnóstico vai depender do que está causando a dor ciática. Assim, se o problema for postural, o ideal é fazer a correção da postura.

Isso pode ser corrigido com alguns exercícios físicos específicos para gestantes, mas nem todas podem realizá-los. Por isso, qualquer decisão deve ser feita a partir de uma avaliação médica.

Dependendo do caso, mulheres grávidas que sofrem por desconforto no ciático podem usar cintas ou faixas de sustentação, além de bolsa de água quente na região glútea.

Em geral, o tratamento em casos de inflamação do nervo é feito com medicamentos anti-inflamatórios, mas há uma grande discussão a respeito do uso dessas substâncias durante a gestação.

Isso porque muitas medicações podem afetar de maneira negativa o desenvolvimento da criança.

Tratamentos alternativos, como massagens na região lombar, sessões de acupuntura e exercícios realizados na piscina também podem aliviar o quadro, caso exista consentimento do obstetra.

Outras medidas, como acomodar bem a barriga na cama na hora de dormir, usar sapatos confortáveis, evitar carregar peso e ter boa postura podem ajudar.

Conclusão

A dor do nervo ciático é uma das mais prevalentes entre os pacientes que sofrem por desconforto na região lombar1.

Esse problema pode ser uma série de origens, sendo que a mais comum é a hérnia de disco1.

Nesta reportagem, foi possível acompanhar mais detalhes sobre o que é e onde fica o nervo ciático, por que causa dor, sintomas, quantos dias duram as crises, além de fontes de tratamento.

Uma boa notícia é que a minoria dos casos de dor ciática necessita de intervenção cirúrgica2

A maior parte de quadros pode ser tratado com medicamentos, fisioterapia e até mesmo terapias alternativas, como a acupuntura.

Também há formas de prevenção e, nesse caso, reforça-se o risco da obesidade e do sedentarismo, além de alguns hábitos, como permanecer muito tempo de pé2.

Contudo, para o diagnóstico correto, que pode envolver alguns exames, é fundamental que o médico seja consultado para indicar a melhor conduta.

Caso o sintoma também envolva desconforto nas pernas, leia também o artigo “Dores nas pernas: principais causas, tratamentos e como aliviar”.

Se quiser saber mais sobre como os alguns anti-inflamatórios podem agir em quadros de dor, acesse o artigo: “Ibuprofeno: o que é, indicações e como usar para dor e febre”.

Referências

  1. Material de divulgação para a imprensa do chefe do setor de cirurgia da coluna vertebral no departamento de neurocirurgia da Unifesp, Dr. Alexandre Elias.
  2. Artigo “Os vilões do nervo ciático”, do portal do Hospital Israelita Albert Einstein
  3. Artigo “Doenças do plexo”, do Manual MSD
  4. Texto “Dor no nervo ciático: como identificar e tratar a inflamação?”, do portal Ativo Saúde
  5. Portal Neurocirurgia
  6. Artigo “Dor ciática (ciatalgia)”, do portal do Dr. Drauzio Varella
  7. Portal Dr. Hérnia
  8. Artigo “Dor ciática (ciatalgia) – causas, sintomas e tratamento”, do portal MD.Saúde
  9. Texto “10 Exercícios Fisioterapêuticos Para o Tratamento do Nervo Ciático”, do Blog Fisioterapia
  10. Artigo “Dores no nervo ciático (ciatalgia)”, do portal Massagem São Paulo
  11. Artigo “Fisioterapia – Tratamento do Nervo Ciático”, do portal Central da Fisioterapia
  12. Texto “Cirurgia na coluna: Quando é necessária, como funciona e quais os riscos?”, do Blog do Hospital 9 de Julho
  13. Matéria “Dores nas pernas: principais causas, tratamentos e como aliviar”, do portal Guia da Farmácia
  14. Matéria “Dor ciática na gravidez: o que causa e como tratá-la”, do Portal Bebê

12 Comentários

  1. Avatar

    Bom dia,
    Deveria haver figuras própria para os exercícios, pois ajudaria na melhora do entendimento.
    Obrigado.

    • Avatar
      Valdinéia em

      Matéria bem esclarecida. Nos dá um norte p onde ir em busca de um outro médico. Não aguento mais lembrar das minhas pernas,nádegas e acima das nádegas. Dor dia e noite.
      Obrigada pela matéria

    • Avatar
      Marilda Bertolotti em

      Eu tenho artrose nos joelhos e quadril e agora estou com o nervo ciático inflamado ..fico muito tempo sentada qual o melhor exercício para tirar a dor no nervo ciático…ja fui no ortopedista …ele fez infiltração nada adiantou..então peço ajuda para tirar a dor no nervo ciático..obrigado

    • Avatar
      Maria das Gracas em

      Também penso que se tivesse alguns exercícios fáceis que a pessoa pudesse fazer pra ter o alívio até conseguir a fisioterapia seria um artigo de melhor qualidade.
      Este artigo tá muito bom pra pessoas da área da saúde.
      Quem mais precisa são as pessoas leigas e que dependem de serviço público de saúde, aguardando vaga pra fisioterapia.
      Eu sou fisioterapeuta e tive há 5 anos atrás várias hérnia de disco de L1 a S1.
      Por conhecer a área me recuperei rápido
      Hoje estou 5 anos mais velha e não posso bombear com a postura.
      Mas tenho pessoas amigas e simples que não entendem este linguajar e está com dores horríveis e seria bom que tivesse alguns exercícios fáceis.
      Eu tento ajudar a distância de 350km….
      Por isso pesquiso pra enviar pelo zap… enquanto aguarda vaga pra fisioterapia.
      Falar nesse caso não ajuda muito…. Só explica.
      E a dor continua.
      Eu busco algo prático pra enviar.
      Eu enviei seu blog mas estou procurando algo mais prático pra enviar pra ela.

  2. Avatar

    Estou tomando um medicamento natural, “Apis Mellifica” para tratar do ciático. Os resultados tem sido excelente

    • Avatar

      Oii
      Procurei esse remédio e não encontrei. Onde posso encontrar
      Minha mãe está com ciatico
      21 996496976 tel e watts
      Obrigada

  3. Avatar
    Claudio Alexandre em

    Muito boa matéria. Concordo plenamente com o Roberto, quando diz que poderia conter imagens ilustrativas dos exercícios mostrados na matéria, para um melhor entendimento. Mas mesmo assim, a matéria foi excelente. Parabéns.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: