Plano de imunização só ficará pronto quando a vacina for registrada na Anvisa

Secretário do Ministério da Saúde explicou, em coletiva nesta terça-feira, como vai funcionar o plano de vacinação contra Covid-19

O plano imunização da vacina contra a Covid-19 está sendo traçado. O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo Medeiros, disse nesta terça-feira (1), em coletiva sobre o combate à Aids, que o plano de imunização contra Covid-19 só ficará pronto quando a vacina estiver registrada na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

De Acordo com Medeiros, é fundamental pensarmos que esse plano operacional para a vacinação da Covid-19, ele só definitivamente ficará pronto, fechado, quando tivermos uma vacina ou mais de uma, que esteja registrada na Anvisa. “Para isso, ela precisa mostrar seus dados de segurança e eficácia para a população brasileira”.

Medeiros falou também sobre o perfil de vacina desejada. Contudo, um dos pontos, segundo o secretário, é que ela seja termoestável. “Desejamos que a vacina seja fundamentalmente termoestável por longos períodos, em temperaturas de 2 a 8 graus, porque a nossa rede de frios é montada e estabelecida com essa temperatura”.

Outros pontos sobre o perfil desejado são: segurança, proteção contra doença grave e moderada, eficácia, indução de memória imunológica, possibilidade de uso em todas as faixas etárias e grupos populacionais, proteção com dose única e que ela acrescente tecnologia com baixo custo de produção.

Vacina não deve contemplar toda população

Na última sexta-feira, dia 27, o Ministério da Saúde informou que uma vacina contra a Covid-19 não deve ser oferecida para toda a população em 2021. De acordo com a coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI) da pasta, Francieli Fontana, como alguns grupos não estão participando dos testes das vacinas, não seria possível imunizar toda a população brasileira.

“Nós definimos objetivos [com grupos prioritários]para a vacinação, porque não temos uma vacina para vacinar toda a população brasileira. Além disso, os estudos também não preveem estar trabalhando com todas as faixas etárias inicialmente, então não teríamos mesmo como vacinar toda a população brasileira”, disse Francieli.

 10 eixos do plano de vacinação

  1. Situação Epidemiológica
  2. Atualização das vacinas em estudo
  3. Monitoramento e orçamento
  4. Operacionalização da campanha
  5. Farmacovigilância
  6. Estudos de monitoramento e pós-marketing
  7. Sistema de informação
  8. Monitoramento, supervisão e avaliação
  9. Comunicação
  10. Encerramento da campanha

As 11 vacinas contra a Covid-19 que estão na última fase de testes em humanos 

Fonte: G1

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário