fbpx

Plataforma virtual faz autoavaliação robótica sobre coronavírus

Plataforma desenvolvida por farmacêuticos de uma startup de Curitiba (PR) permite que a pessoa verifique se o quadro de sintomas pode ser enquadrado ou não como Covid-19

Diante da pandemia do coronavírus, a população pode contar com mais um recurso na web para facilitar a autoavaliação sobre o estado de saúde. Uma plataforma desenvolvida por farmacêuticos de uma startup de Curitiba (PR) permite que a pessoa verifique se o quadro de sintomas pode ser enquadrado ou não como Covid-19. O co-fundador da plataforma, farmacêutico Cassyano Correr, explica que se trata de um robô com o qual o usuário interage numa sala de conversa.

De acordo com o farmacêutico, o sistema faz perguntas ao paciente sobre sintomas por meio de algoritmos baseados em informações do Ministério da Saúde (MS). “A pessoa clica no link e começa conversar. Ela vai dizendo os sintomas que está tendo (febre, tosse e o histórico) e com base nisso o sistema interpreta esses dados e dá um resultado, dizendo se pode ser um caso suspeito de coronavírus, um caso provável ou não”, detalha Correr.

Com base nos resultados, o sistema ainda orienta o paciente dizendo se deve ficar em casa, caso os sintomas sejam leves. “Ele dá também orientação para aqueles pacientes que são idosos portadores de doenças crônicas. Tudo isso baseado estritamente nas recomendações do Ministério da Saúde”, diz Correr, lembrando que o serviço é gratuito, feito de forma anônima e 100% segura.

O objetivo desse chatbot é dar acesso à população a um mecanismo de autoavaliação e, dessa forma, contribuir com a redução da busca desnecessária pelo sistema de saúde, sobretudo neste momento em que as pessoas estão isoladas em casa e sob afastamento social. A plataforma pode ser acessada pelo link http://clinicarx.com.br/chatbotcoronavirus.

Entidades do setor publicam comunicado sobre abastecimento de medicamentos 

Foto: Shutterstock

Fonte: CFF

Deixe um comentário