Unilever avança na redução do plástico com novos designs, produtos concentrados e refil

Companhia foi pioneira em utilizar resina pós-consumo em larga escala, contribuindo para o objetivo global de reduzir à metade o plástico de uso único até 2025

A Unilever progride na redução de plástico de seus produtos.

Melhor plástico, menos plástico e nenhum plástico.

É com base nessa diretriz que a Unilever tem feito, então, esforços conjuntos, com o envolvimento de diferentes áreas.

E também de todas as suas marcas de higiene pessoal, cuidados com a casa e alimentos, para reduzir à metade, até 2025, o uso do plástico de uso único.

Portanto, a meta é oferecer ao mercado embalagens seguras, eficientes e ao mesmo tempo mais sustentáveis, que sejam recicláveis, reutilizáveis ou compostáveis.

E que tenham pelo menos 25% de resina de plástico pós-consumo, também faz parte dos compromissos públicos assumidos pela multinacional.

As inovações pioneiras relacionadas à redução de plástico permeiam todas as categorias de produtos.

Exemplos

No portfólio de cabelos da Unilever, TRESemmé foi, então, a primeira a dar início à jornada de substituição do plástico virgem por reciclado em 2018, quando lançou, então, as garrafas mais leves do mercado.

Recentemente, relançou todos os xampus, condicionadores, cremes para pentear e cremes de tratamento em novos frascos feitos com plástico 100% reciclado e reciclável no Brasil e também nos Estados Unidos, dois dos principais mercados para a marca.

No portfólio de alimentos, a inovação veio por meio do pioneirismo em plásticos flexíveis.

Knorr foi premiada em 2020 por trazer pela primeira vez ao mercado brasileiro embalagens de plástico flexível mono-material.

Em produtos para limpeza da casa, a inovação veio através da concentração de fórmula.

OMO para diluir, por exemplo, com fórmula seis vezes mais concentrada, está no mercado em garrafas que utilizam 72% menos plástico e 50% de plástico reciclado.

Dessa maneira, a marca deixou de usar cerca de 580 toneladas de plástico virgem por ano nas embalagens.

Oque equivale, portanto, ao peso de mais de 5 milhões de garrafas que, se enfileiradas, cobririam quatro vezes a extensão de todo o litoral paulista.

Tecnologia a favor

A tecnologia de ativos concentrados permite que os produtos fiquem cada vez menores, demandando menos embalagens que depois viram lixo, menos uso de água no processo de fabricação.

E também menor emissão de gases que causam efeito estufa – pois é preciso muito menos caminhões para transportar as caixas mais leves.

No mesmo caminho, SEDA, Suave, Dove e Clear também já têm ao menos 50% de resina pós-consumo nas embalagens. LUX e Love Beauty and Planet apresentam-se em frascos PET.

Com isso, a Unilever avança cada vez mais na redução do plástico virgem.

Em dois anos, de 2017 para 2019, com investimentos em design e redesign de embalagens, e também na inovação nas fórmulas com o desenvolvimento de produtos concentrados.

Especialmente no portfólio de cuidados com a casa -, e versões em refil, a companhia incluiu 14% mais resina de plástico pós-consumo de embalagens.

A saber, no total, a Unilever devolveu para a economia na forma de plástico reciclado quase 11 mil toneladas de resina pós-consumo. A quantidade é equivalente a 68 aviões Airbus A380F Cargo.

Diariamente, 2,5 bilhões de pessoas no mundo consomem um produto da Unilever.

Responsabilidade socioambiental

“Como organização, entendemos que é preciso um olhar holístico para avançar na agenda da redução do plástico. Por meio do foco em inovação, estamos trazendo soluções disruptivas e eficientes onde toda a cadeia de valor se beneficia. Isso passa por analisar processos, fórmulas, designs, serviços e fornecedores para repensar o impacto dos nossos produtos na sociedade. A responsabilidade socioambiental guia a estratégia de negócios da companhia há mais de uma década, e vamos avançar progressivamente em todo nosso portfólio impactando nossos consumidores, clientes, distribuidores e o nosso negócio”, explica a gerente de assuntos corporativos da Unilever Brasil, Juliana Marra.

Unilever reduz consumo global de água em 49% com gestão eficiente nas fábricas entre 2010 e 2020

Fonte: Unilever

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário