Estresse, ansiedade e insônia: inimigos da boa imunidade

O estresse, a ansiedade e a insônia são distúrbios que sobrecarregam o organismo, afetando o seu equilíbrio e impactando negativamente no sistema imune.

Quando está sob essas condições, o organismo aumenta o nível de cortisol – hormônio responsável por, entre outros, controlar o estresse, reduzir inflamações e contribuir para o funcionamento do sistema imune –, criando um estado de alerta dentro do corpo.

“Quando se está muito estressado, o corpo fica neste estado permanentemente, gastando energia para combater um inimigo que não vem, inibindo as células do sistema imunológico”, explica a imunologista do Hospital Samaritano de São Paulo, Dra. Nathália Coelho Portilho.

Assim como acontece com o estresse, a insônia também resulta em sobrecarga física e emocional com consequências sobre a imunidade. “Sem o sono reparador que restaura o organismo e suas funções físicas e mentais, o sistema imunológico ficará comprometido e sem capacidade plena de atuar em defesa do corpo”, comenta o médico especialista em Homeopatia e Acupuntura pela Associação Médica Brasileira (AMB), Dr. Roberto Debski.

Conheça mais sobre o sistema imunológico, a proteção invisível.

Foto: Shutterstock

Pesquisas farmacêuticas

Edição 295 - 2017-06-01 Pesquisas farmacêuticas

Essa matéria faz parte da Edição 295 da Revista Guia da Farmácia.

Sobre o autor

Guia da Farmácia

Premiado pela Anatec na categoria de mídia segmentada do ano, o Guia da Farmácia é hoje a publicação mais conhecida e lembrada pelos profissionais do varejo farmacêutico. Seu conteúdo diferenciado traz informações sobre os principais assuntos, produtos, empresas, tendências e eventos que permeiam o setor, além de Suplementos Especiais temáticos e da Lista de Preços mais completa do mercado.