fbpx

Fazendo um plano simples de vendas para crescer em 2020

O importante é focar no aumento da produtividade. E para isso, é fundamental investir em planejamento e automação

Um plano simples de vendas deve ser curto, simples e direto. Ele deve conter essencialmente os objetivos e metas de receita acrescidos das ações para conquistar novos clientes e crescer as vendas a partir dos já existentes.

Veja, a seguir, algumas dicas que te auxiliarão no plano:

1. Defina sua meta com objetividade

Este é um elemento importante do plano simples de vendas, pois definirá o ritmo do crescimento.

Considere estes pontos:

  • Com base no planejamento estratégico e oportunidades de negócios, qual a meta de crescimento que faz sentido para sua empresa?
  • Qual a capacidade de vendas de clientes existentes versus vendas de novos clientes que sustentará este crescimento?
  • Quais as restrições de capacidade do seu negócio? Por exemplo: se você planeja crescer 20% e isto significa contratar mais balconistas; você tem os recursos financeiros para aumentar sua folha de pagamento?

2. Cuide do crescimento dos seus novos clientes

  • Defina o seu mercado-alvo para verificar como se conectar com eles como, por exemplo, mídias sociais, marketing on-line e outros estímulos.
  • Use as metas para determinar quais os melhores clientes potenciais e concentre recursos para conseguir atingi-los.
  • Peça indicações de clientes existentes – não só para dar credibilidade e validação à sua empresa, mas também peça aos seus clientes que indiquem outras pessoas ou empresas (convênios) que podem ter interesse no que você vende.
  • Incentive a sua equipe de vendas a conquistar novos clientes. Faça isso com premiações por clientes novos ou comissionamento diferenciado.
  • Construa uma planilha de controle e acompanhamento da conquista dos novos clientes para verificar a efetividade das conquistas.

3. Crescimento com clientes existentes

É fundamental ter uma boa estratégia de fidelização de clientes e crescimento baseado nos já existentes. Veja alguns aspectos a considerar:

  • Invista na satisfação dos clientes e ouça atentamente o feedback deles sobre seus produtos e serviços. Faça pesquisas de satisfação para obter dados estruturados sobre a percepção deles.
  • Faça um mapeamento dos clientes atuais e identifique quais produtos podem ser vendidos em forma de venda associada para cada um deles, a fim de aumentar o valor do tíquete médio.
  • Desenvolva ações de relacionamento com clientes existentes e aproveite para aprofundar o relacionamento com eles.
  • Use os dados que tem em seu sistema de automação, como CRM (Customer Relationship Management) ou cadastros, para identificar o volume de clientes com compras com atendimento personalizado e os que apenas utilizam o autosserviço.

Foto: Shutterstock

Era da tecnologia e colaboração

Edição 324 - 2019-11-11 Era da tecnologia e colaboração

Essa matéria faz parte da Edição 324 da Revista Guia da Farmácia.

Sobre o colunista

Silvia Osso

Palestrante e consultora de empresas. Especialista em varejo e autora dos livros destinados ao varejo e serviços denominados "Atender bem dá lucro"; "Administração de recursos humanos em farmácia", "Programa prático de Marketing e Farmácias"; "Liderança para Todos" . Para adquirir os livros, acesse: www.lojacontento.com.br. E-mail: siosso@uol.com.br.