Omron e Micromed se aliam para soluções em doenças cardiovasculares

As empresas também apostam no monitoramento remoto de pacientes utilizando a tecnologia de ECG

A Omron Healthcare Co., Ltd. anunciou hoje (1º) seu investimento de capital estrangeiro na Micromed, empresa de tecnologia em eletrocardiografia e telemedicina no Brasil.

As empresas irão acelerar o desenvolvimento de soluções para o gerenciamento de doenças cardiovasculares e monitoramento remoto de pacientes utilizando a tecnologia de ECG.

A aliança entre os parceiros com os mesmos ideais é estabelecida em busca da visão da Omron Healthcare para reduzir a zero o número de ataques cardíacos e derrames.

A posição estabelecida da Micromed no mercado brasileiro será, portanto, complementada pela experiência da Omron em monitoramento de pressão arterial.

Assim, espera-se um portfólio de tecnologia atual e fornecendo aos pacientes hipertensos e profissionais de saúde dados que podem salvar vidas.

Doenças cardiovasculares

No Brasil, as doenças cardiovasculares representam as principais causas de morte.

De acordo com o Ministério da Saúde (MS), cerca de 300 mil pessoas por ano sofrem de Infarto Agudo do Miocárdio (IAM), com 30% desses casos levando ao óbito.

O número de óbitos é o 8º maior do mundo, e a relação entre despesas médicas e PIB gira em torno de 10%.

Além disso, 25% da população total do Brasil (cerca de 55 milhões de pessoas) têm hipertensão e apenas 20% recebem tratamento.

A hipertensão costuma ser complicada por Fibrilação Atrial (AFib), e um estudo relata que 50-60% desses pacientes também têm pressão alta e 10-20% dos pacientes hipertensos têm AFib.

Detecção precoce

A saber, a fibrilação atrial é geralmente negligenciada porque os sintomas são frequentemente imperceptíveis e param logo após sua ocorrência.

Para a detecção precoce, o monitoramento doméstico de ECG e o acesso remoto a dados precisos para análise por médicos são, portanto, essenciais para o gerenciamento de condições de saúde cardiovascular.

De acordo com o  presidente e CEO da Omron Healthcare, Isao Ogino, “Desde 2015, estabelecemos a visão de reduzir a zero os eventos cardíacos para o nosso negócio de saúde cardíaca, com o objetivo de atingir zero eventos cérebro-cardiovasculares. Para concretizar essa visão globalmente, desenvolvemos dispositivos de saúde e plataformas de serviços de monitoramento remoto de pacientes para detectar e intervir no processo de tratamento da hipertensão e fibrilação atrial em um estágio inicial, visto que são as principais causas de doenças cardiovasculares graves. A Micromed, com sua expertise nos negócios de saúde cardíaca no Brasil, possui uma ampla rede de contatos com hospitais, clínicas e formadores de opinião na área cardiovascular, e desenvolveu as plataformas de análise eletrocardiográfica para uso profissional. Estamos assinando a parceria com a Micromed para configurar o serviço de monitoramento remoto de pacientes usando dados de ECG domésticos para apoiar os médicos em suas práticas. Acredito que esse é um importante passo na grande jornada para cumprir nossa visão de reduzir os eventos cardíacos a zero no Brasil”.

A operação foi administrada pela Omron Healthcare a partir de sua sede no Japão.

A preparação para a aliança e o processo de compra de participação acionária da empresa japonesa teve início em 2019.

Omron Micromed

A transação foi estruturada e concluída em agosto de 2021.

“A Micromed continuará a servir a comunidade médica, hospitais e instituições de saúde, expandindo sua oferta de portfólio de produtos. Nossa parceria com a Omron permitirá a prestação de serviços exclusivos de monitoramento de pacientes para o mercado de saúde brasileiro. Também fortalecerá as práticas de governança corporativa e aumentará nosso potencial de crescimento. Todos esses esforços visando oferecer a melhor tecnologia em saúde com foco no diagnóstico não invasivo na área de cardiologia”, afirma o CEO da Micromed, Odelio Arouca.

Fonte e foto: Omron

 

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário