fbpx

Prati-Donaduzzi planeja 163 genéricos para 2019

Farmacêutica espera aumento de 15% em faturamento e capacidade produtiva

A Prati-Donaduzzi projeta, para este ano, o lançamento de 175 apresentações de medicamentos, das quais 163 são genéricos. Desse total, 26 já foram lançadas. Grande parte dos novos produtos será destinada ao tratamento de áreas do sistema nervoso central, sistema cardiovascular e aparelho digestivo metabólico. Em 2018, a empresa lançou 37 apresentações, 33 genéricos.

Segundo o diretor-presidente da Prati-Donaduzzi, Eder Fernando Maffissoni, o crescimento desse segmento se deve à ampliação do acesso da população aos genéricos, que custam no mínimo 35% a menos que os medicamentos de referência disponíveis no mercado. “É importante considerar que o aumento da expectativa de vida interfere diretamente no aumento do consumo de medicamentos. Só para se ter uma ideia, somente em 2018 a Prati-Donaduzzi, produziu 11,5 bilhões de doses”.

Veja Mais

Este ano, a Prati-Donaduzzi atuará em duas frentes: consolidar o portfólio de medicamentos genéricos com o lançamento de novas apresentações; e ampliar a área de Pesquisa e Desenvolvimento com inovações. A empresa prevê o crescimento de 15% em faturamento em relação ao último ano e tem a meta de dobrá-lo nos próximos cinco anos. “Esse mesmo percentual prevalece em relação à capacidade produtiva. Prevemos diversos investimentos no aperfeiçoamento de nossos processos e pessoal, o que nos garantirá maior ganho em produtividade e implantação de novas tecnologias”, explica Maffissoni.

Atualmente, a Prati-Donaduzzi tem em seu portfólio 290 apresentações de medicamentos genéricos que representam 96,34% do faturamento da empresa. “Entendemos que é uma grande responsabilidade levar saúde para os brasileiros. Por isso, nosso foco é sempre voltado para a qualidade dos processos e medicamentos. Investimos constantemente em pesquisa, tecnologia e equipamentos – fatores, que, aliados às pessoas que se dedicam diariamente em prol da excelência, fazem com que tenhamos um dos maiores portfólios de medicamentos genéricos do Brasil”, conclui Maffissoni.

Fonte: Guia da Farmácia

Foto: divulgação

Lucro líquido da Blau Farmacêutica cresce 17,8% nos últimos 12 meses

Deixe um comentário