PDV

Três estratégias para o novo marketing da indústria farmacêutica

A atenção do cliente não é mais direcionada a preços e inovação, mas para relacionamento e qualidade do produto e dos serviços

É verdade que as tendências digitais para 2021 reforçam a importância de foco não só em uma estrutura de marketing bem integrada, mas unindo essas forças de marketing com as áreas de vendas e tecnologia. Ficou também visível que esse momento de crise mudou a atenção principal dos clientes: não é mais para preços nem inovação. Os clientes agora miram em relacionamento, qualidade do produto e dos serviços. “Para ter resultado, as empresas precisam estar presentes nas mídias digitais, predominantemente nas mídias sociais, com foco nesses aspectos, mas também, sem deixar de lado o branding, mostrando o quanto o esforço de marketing está cada vez mais caminhando para uma predominância no digital”, explica o presidente da WSI Master Brasil, co-Fundador da WSI Consultoria e membro do Global WSI Internet Consultancy Advisory Board, Caio Cunha.

Confira as dicas do especialista:

1. Monitore os comportamentos e preferências de canal digital do seu consumidor

É importante acompanhar as conversas do consumidor nas mídias sociais. Conseguir acompanhar os hábitos do seu consumidor, como estão suas interações com a sua marca, como evoluem e de que forma a sua marca pode atendê-los para contribuir com seus desejos, é importante. Mas tem que ser autêntico e mostrar no que acredita.

Precisa ouvir o que eles estão dizendo. Entender suas necessidades. Isso talvez significa que você precisa criar uma nova comunicação online de conversa com eles (em seu site, por meio de um chatbot, nas suas mídias sociais ou oferecendo uma pesquisa de satisfação dos seus clientes.

2. Seja um especialista no que faz, criando autoridade e gerando confiança

Você pode nutrir sua marca divulgando sua experiência no que oferece, criando autoridade e gerando confiança para o consumidor. Esse é o princípio que o Google chama de E.A.T. (Expertise, Authoritativeness & Trust).

O Google não quer fornecer resultados a pesquisas que levem os clientes a páginas no mundo digital onde o conteúdo não é correto, onde o conteúdo está baseado em opiniões pessoais ou potencialmente fraudulentas, nem que haja conteúdos que possam prejudicar alguém.

3. Faça uma revisão do seu conteúdo e das campanhas digitais com frequência

Se você está criando campanhas é importante revisitá-las com frequência para atualizar as informações. Por exemplo, analisar as mensagens e os tópicos que você estava abordando antes de continuar desenvolvendo conteúdo ou de falar alguma coisa nova. Por que isso é importante? Os comportamentos e tendências de compra do consumidor estão mudando. O marketing digital ainda é uma das melhores opções para alcançar seu público-alvo, mas mensagens que funcionavam antes da Covid-19, com certeza, não funcionarão agora nem daqui para frente.

O consumidor é rei, consequentemente, a atenção precisa ser centralizada no cliente e em suas necessidades. Empresas que utilizarem suas mídias sociais para entender e externalizar a sua compreensão das motivações, necessidades e assuntos trazidos pelos seus clientes tendem a ter grande sucesso. Mas não adianta ouvir apenas nas redes sociais e ter os canais de contato da empresa “esquecidos”, por isso uma solução pode ser as plataformas voltadas para a automatização da área de pós-venda e atendimento, chatbots em multiplataformas, base de conhecimento para tirar dúvidas dos clientes sobre seus serviços e, claro, o conteúdo do blog e dos materiais a serem baixados, unidos por automação de emails para tornar todo esse processo de automação de marketing mais unificado e coeso. 

Fonte: Guia da Farmácia

Foto: WSI

*Conteúdo exclusivo do Guia da Farmácia. Ao reproduzir, colocar a fonte e o link para o texto original.

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário