Retail Farma promove workshop de plano de negócios compartilhado

O workshop sobre planos de negócios compartilhados abordou questões como a importância de melhorar a comunicação entre a indústria e o varejo

Aconteceu ontem (26/11), em São Paulo (SP), o VII Workshop de Plano de Negócios Compartilhados, do Retail Farma, do núcleo de varejo da ESPM.

O workshop recebeu especialistas da indústria e do varejo, que puderam aprender sobre como melhorar a comunicação e o gerenciamento de categorias com o professor do núcleo de varejo da ESPM e especialista em varejo e trade marketing, Rogério Lima, e o administrador e professor de marketing e trade marketing da ESPM, Gean Martins

“O ponto de venda (PDV) conecta o consumidor, o revendedor, o produtor e o comprador. Por isso, o PDV é tão estratégico. A indústria deve ampliar sua cobertura geográfica para controlar essa variável ao máximo e saber se o produto está lá, se ele está com o preço correto, bem como se está bem exposto”, afirma Lima.

Além disso, o varejista também tem uma tarefa importante que é tentar trazer um padrão de loja e ter esse controle, essa correta orientação. “O marketing integrado é isso. Temos que pensar no canal farma como um todo e entender as variáveis das categorias que nós trabalhamos. Assim, parando de focar na transação operacional e passando a atenção para a colaboração. Devemos dividir conhecimentos, por exemplo, das práticas de categoria da indústria e ajudar o varejo e o distribuidor para todos pensarmos juntos”, diz Lima.

Shopper no centro do plano de negócios

Os consumidores e, consequentemente, o varejo está mudando. Assim, para conquistá-los as marcas e as farmácias vêm tendo que se reinventar.

“Antes a marca estava no centro da nossa atenção, hoje é o shopper. Ele é único e isso complica o nosso trabalho. Desse modo, a tecnologia é nossa aliada para fazermos tudo o que é possível para atendê-lo e para influenciarmos em suas decisões de compra”, afirma Martins.

O professor Martins orientou sobre como melhorar a comunicação entre o varejo e a indústria. “Ao visitar o cliente questione sobre as metas de crescimento, sobre o plano estratégico, os pilares que ele quer focar, entre outros. Assim, buscando aumentar a base de dados e melhorar os processos na cadeia”.

Fonte e foto: Guia da Farmácia

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Sobre o colunista

Jornalista, redatora de textos SEO, especializada no setor farmacêutico.

Deixe um comentário