fbpx

Mito ou verdade: bebida alcoólica corta o efeito do medicamento?

Saiba como cada substância interage com o álcool

Quando se está no meio de um tratamento médico e surge um convite para uma grande festa de casamento ou para um aniversário, surge a dúvida:  “a bebida alcoólica corta o efeito do medicamento? Posso tomar pelo menos uma latinha de cerveja ou uma dose de bebida destilada?”

Afinal, o álcool corta ou não o efeito dos medicamentos?

Todo medicamento é eliminado do corpo com um determinado tempo previsto. Como a bebida altera o metabolismo, a eliminação pode ocorrer antes ou depois do tempo, prejudicando o tratamento.

Tomar remédio e beber álcool faz mal?

Sim. A mistura dessas duas substâncias não é aconselhada, pois pode haver prejuízos a saúde do paciente e ao tratamento da doença.

Desse modo, não é indicado o consumo de álcool com remédios.

O que acontece se beber álcool tomando medicamentos?

A mistura de álcool com remédios pode potencializar o efeito do medicamento ou reduzi-lo, assim causando prejuízos ao tratamento.

Além disso, muitas vezes a mistura desses dois elementos pode sobrecarregar o fígado e outros órgãos, trazendo prejuízos a saúde do paciente.

Quantas horas depois de beber posso tomar remédios?

A farmacêutica Bruna Giannocaro explica que tudo depende do medicamento que está em uso e a patologia que está em tratamento.

Por exemplo, “no caso de analgésicos e anti-inflamatórios, deve-se esperar no mínimo 24 horas para ingerir bebida alcoólica. Em relação aos antibióticos, depende da classe farmacológica, pois já é possível ingerir bebida alcoólica no dia seguinte do término do tratamento ou até mesmo esperar por alguns dias, como no caso da Benzetacil, já que é um medicamento de ação prolongada”, diz Bruna.

No caso de medicamentos ansiolíticos e/ou antidepressivos, não é recomendando ingerir bebida alcoólica enquanto estiver em tratamento.

Além disso, o uso concomitante de álcool e anti-histamínico também deve ser evitado, pois prejudica o estado de alerta do paciente.

Então, é sempre muito importante conversar com o seu médico para que não haja dúvidas e nem reações adversas, sendo elas leves, moderadas ou graves.

bebida alcoólica e medicamento

Qual remédio não pode misturar com álcool?

De maneira geral, não é recomendado o uso de nenhum medicamento com álcool, pois os efeitos do remédio podem ser potencializados ou reduzidos, causando prejuízos ao tratamento bem como a saúde do paciente.

Contudo, consulte seu médico para ter certeza se é possível ou não ingerir bebidas alcoólicas enquanto faz uso de cada medicamento específico.

Interações álcool e medicamentos – principais dúvidas

– Pode misturar dipirona com álcool?

Essa mistura não é recomendada, pois o efeito do álcool pode ser potencializado.

– Pode tomar antialérgico e beber cerveja?

Não. A mistura dessas duas substâncias aumenta o efeito sedativo. Assim, podendo causar desequilíbrio, tonturas, sonolência e dificuldade de concentração.

Portanto, o uso dessas duas substâncias juntas deve ser evitado.

– O que acontece se tomar calmante e beber?

Os calmantes atuam no sistema nervoso central (SNC). Desse modo, a mistura desses medicamentos com bebidas alcoólicas pode acarretar o efeito sedativo, em casos mais graves, podendo levar a pessoa ao coma ou gerar insuficiência respiratória.

Leia também: Álcool e remédio é proibido? Conheça todos os riscos envolvidos

– O que acontece se beber tomando antibiótico?

O uso do antibiótico não será efetivo, pois o álcool acelera a saída do medicamento do organismo.

– Pode beber tomando anti-inflamatório?

Não. Essa interação medicamentosa não é indicada porque a bebida alcoólica aumenta a eliminação do medicamento do corpo. Assim, acarretando na diminuição do efeito.

Além disso, pode haver uma sobrecarga do fígado, pois ambos são metabolizados no órgão.

álcool e remédio

Nimesulida e álcool: pode ou não pode?

Não. O uso dessa substância com bebidas alcoólicas não é recomendado, pois a mistura pode causar danos ao fígado, aumentando a chance de ocorrer reações hepáticas.

Não se aconselha a ingestão de bebidas alcoólicas durante o tratamento.

 Leia também: Álcool e antibiótico é prejudicial à saúde? Efeitos e orientações

– Pode tomar remédio para dor de cabeça depois de beber?

Através de mecanismos biológicos, o álcool exerce ação diurética, assim, acaba eliminando mais rapidamente o medicamento do organismo, ou seja, a eficácia será comprometida. Isso porque o medicamento será eliminado do organismo em um tempo menor, diferente do tempo que seria eliminado sem a ingestão de bebida alcoólica.

O uso concomitante de analgésico e/ou anti-inflamatório com álcool pode causar irritação gástrica. Portanto, é muito importante saber que não é recomendado o uso concomitante de medicamentos de um modo geral com bebidas alcoólicas”, explica a farmacêutica.

– Posso tomar cerveja usando prednisona?

Não. De acordo com a bula do medicamento, “os efeitos dos anti-inflamatórios não esteroides ou do álcool, somados aos dos glicocorticoides, podem resultar em aumento da incidência ou gravidade de úlceras gastrintestinais”.

Desse modo, não é indicado o consumo de cervejas ou outras bebidas alcoólicas durante o tratamento com esse medicamento.

Leia também: Entenda as diferenças entre anti-inflamatórios esteroides e não esteroides

– Álcool corta o efeito do anticoncepcional?

Sim. O álcool acelera a eliminação dos anticoncepcionais do corpo (sejam eles orais ou injetáveis). Assim, a mulher pode achar que está protegida, mas não estar mais, correndo o risco de engravidar.

O ideal é reduzir o consumo de álcool ao menos durante os seis primeiros meses de uso do anticoncepcional.

Baixe o e-book gratuito sobre interação medicamentosa com anticoncepcional clicando AQUI.

– Quem toma antidepressivos pode beber?

Não. A mistura de remédios antidepressivos e bebidas alcoólicas podem aumentar as reações adversas e o efeito sedativo, além de diminuir a eficácia dos medicamentos.

Isso porque eles são medicamentos que vão diretamente para o sistema nervoso central. Desse modo, o álcool aumenta o efeito do medicamento, deixando a pessoa mais estimulada e após algumas horas, deixa o paciente se sentindo muito pior, potencializando fatores como a ressaca e a preguiça.

Leia também: 10 mitos e verdades sobre o uso de antidepressivos

bebida alcoólica corta o efeito de medicamento?

– Bebida alcoólica e remédios tarja preta: é perigoso?

Sim, pois a mistura normalmente aumenta as reações adversas e o efeito sedativo, bem como diminui a eficácia dos medicamentos.

Entenda o que significam as tarjas dos medicamentos clicando AQUI.

– Se tomar remédio de pressão pode beber cerveja?

Não. O álcool pode causar efeitos aditivos em diminuir a pressão arterial. Assim, o paciente pode sentir dores de cabeça, vertigem, tonturas, desmaios, alterações no pulso e na frequência cardíaca.

Contudo, tais sintomas são mais susceptíveis no início do tratamento, após uma mudança da dose, ou quando o tratamento é reiniciado após uma interrupção.

 Leia também: 10 razões para não misturar bebidas alcoólicas com medicamentos

Posso beber tomando corticoides?

Não. O medicamento é derivado do colesterol, ou seja, tem muita gordura e é metabolizado de forma mais lenta. A bebida pode atrapalhar o efeito esperado pelo médico, não sendo indicado o uso concomitante.

Posso beber enquanto uso analgésicos e anti-térmicos?

Não. A bebida alcoólica corta o efeito do medicamento dependendo da molécula que são formados. No caso do paracetamol e da dipirona, que são substâncias bastante conhecidas, a velocidade de eliminação do medicamento do sangue vai ser mais rápida com a bebida. Portanto, o efeito será menor.

Conclusão

Considerando os diversos tipos de medicamentos abordados aqui, vimos que não é indicado o consumo de bebidas alcoólicas durante o uso de medicamentos.

Isso porque a mistura dessas substâncias pode causar danos a saúde do paciente, aumentando ou diminuindo o efeito dos medicamentos, causando tontura, sonolência, reações hepáticas, entre outros sintomas; bem como causar prejuízos ao tratamento.

Contudo, sempre consulte seu médico sobre a possibilidade de ingerir bebidas alcoólicas durante o tratamento da sua enfermidade.

 

Fotos: Shutterstock

Fonte: Guia da Farmácia

Mais conteúdos sobre álcool x medicamento

 

Não se automedique, consulte um profissional de saúde.

16 Comentários

  1. Pingback: Álcool e antibiótico é prejudicial à saúde - Guia da Farmácia

    • Avatar
      Guia da Farmácia em

      Analisando a bula do medicamento Ivermectina, não existe nenhuma informação que aborda o uso do álcool concomitantemente com a Ivermectina.
      A única ressalva é um ponto de atenção do uso da Ivermectina com medicamentos depressores do Sistema Nervoso Central.
      Nesse caso, o mais correto, seria não tomar álcool com o medicamento citado.

    • Avatar
      Carolina Luiz Pereira em

      E se depois de tomamos a bebida comemos algo ? No caso da minha sogra ela tomou um copo de vinho e fomos comer, só que ela esqueceu que tinha a medicação, o que fazer ?

  2. Avatar

    Bebe e toma o remedio.espere pra ver o resultado. Isso se vc ficar vivo pra ver.😘😘😘

      • Avatar
        Edmilson da Silva Siqueira em

        Eu to tomando venaflon posso tomar umas cervejas de lata 350 ml cada vai causar algum problema?

        • Avatar

          Parei de tomar o fluxam na na sexta de manhã. Domingo tomei 5 latões de cerveja. Nao me senti mal de inicio, mas no final do dia senti muita taquicardia. Está relacionada ao medicamento q havia parado a dois dias?

    • Avatar

      nao pode,o dicoxibe aumenta a pressao arterial,e o alcool tambem e um vasodilatador,portando o risco de ter um infarto ou derrame ,e muito maior

    • Avatar

      Bebi 1 antiinflamatório hoje, mais amanhã mesmo com garganta inflamada eu vou tomar uma. Até lá se passou 24 horas, passo mal se eu beber amanhã com o efeito do remédio ?

  3. Avatar
    Elenir de Fatima F da Graca em

    Sulfato de glicosamina posso tomar cerveja quando estiver fazendo o uso do medicamento oque pode acontecer

  4. Avatar

    eu tomo o medicamento fenobarbital, se eu tomar um dia antes e no outro não tomar e ingerir bebida alcoólica, eu corro o risco de algo ??? eu fiz isso uma vez e não aconteceu nada

  5. Avatar

    Estava tomando remédio pra uma bactéria no estômago queria saber se posso beber alguma bebida alcoólica tomei esse remédio por 14 dias quanto tempo depois posso bebe

    • Avatar

      Meu amigo toma injecao toda semana pra alergia e bronquite crônica. Mas só vive mal ele usa troca ser a que o poblema e esse

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: