fbpx

Ivermectina: o que é e como tomar

A ivermectina é um vermífugo comumente utilizado. Mas, para quais patologias é indicada? Existe contraindicação e efeitos colaterais? É verdade que pode ser usada também em cães e gatos? Leia e tire todas as suas dúvidas!

De acordo com dados divulgados pela imprensa em 2016, até 36% da população brasileira sofre com alguma parasitose. Por isso, para combater esse mal, além de políticas públicas e cuidados diárias com a higiene pode ser necessário o uso de vermífugos, como a Ivermectina. 

Esses medicamentos são comumente usados no tratamento principalmente de crianças e animais. Eles combatem diversas doenças causadas por vermes e parasitas, que ocorrem normalmente em locais ou situações onde há falta de saneamento básico

No entanto, ainda há dúvidas quanto ao uso da Ivermectina. Por isso, esse texto esclarece o que é esse fármaco, quais doenças pode tratar, e fornece informações sobre dosagem e tratamento.

Além disso, você poderá esclarecer dúvidas quanto à utilização de Ivermectina na gravidez, na lactação, em crianças, idosos e até mesmo em animais

Veja ainda os principais efeitos colaterais que o remédio provoca e entenda porque é tão importante ter um médico acompanhando o tratamento. Boa leitura!

O que é a Ivermectina?

A Ivermectina é um medicamento que colabora no tratamento de diversas infecções causadas por vermes e parasitas que se instalam no organismo, além de problemas relacionados a ácaros, como sarna e piolho. 

De acordo com o Ministério da Saúde, a contaminação por verminoses ocorre principalmente por meio do contato e da ingestão de água e alimentos infectados.

A Ivermectina é comercializada em embalagens contendo dois ou quatro comprimidos. Veja a identificação do medicamento:

Ivermectina – medicamento genérico Lei n° 9.787, de 1999 

Comprimido. Uso adulto e pediátrico acima de cinco anos ou acima de 15 quilos.

Cada comprimido contém: 

Ivermectina 6mg excipientes q.s.p. 

Um comprimido (butil-hidroxianisol, ácido cítrico, celulose microcristalina, lactose, laurilsulfato de sódio, dióxido de silício e estearato de magnésio).

 

lavagem das verduras

Para o que é indicada a Ivermectina?

Atualmente, o site da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) disponibiliza bulas que explicam como tomar Ivermectina e suas indicações de uso. 

De acordo com esse bulário eletrônico, a Ivermectina é indicada para o tratamento de diversas condições causadas por vermes e parasitas. 

O site informa também que alguns estudos demonstraram que o medicamento é efetivo no tratamento de diversas infecções.

Principais indicações de uso da Ivermectina:

  • Estrongiloidíase intestinal: causada por um parasita denominado Strongyloides stercoralis
  • Oncocercose: causada por um parasita denominado Onchocerca volvulus. A Ivermectina é indicada antes que o parasita se torne adulto, pois, quando já desenvolvido, ele reside em nódulos subcutâneos, que normalmente não são palpáveis. A retirada do nódulo, por meio cirúrgico, pode ser recomendada para eliminar os parasitas adultos dessa espécie.
  • Filariose (elefantíase): causada pelo parasita Wuchereria bancrofti. 
  • Ascaridíase (lombriga): causada pelo parasita Ascaris lumbricoides.
  • Escabiose (sarna): causada pelo ácaro Sarcoptes scabiei
  • Pediculose (piolho): causada pelo ácaro Pediculus humanus capitis.

ivermectina

A Ivermectina também pode ser aplicada em cães e gatos?

Muitos cães e gatos estão suscetíveis à contaminação de vermes e sarnas. Por isso, há versões de Ivermectina em comprimido específicas para uso em animais

Nesses casos, as doses costumam variar entre 0,05 miligrama a 0,6 miligrama por quilo do animal. Mas, isso pode variar de acordo com a patologia a ser tratada e com a indicação do veterinário responsável

No entanto, é preciso estar atento, pois algumas reações adversas podem ocorrer nos bichos. Por exemplo, tremores, vômitos, diarréia, convulsões, ataxia, hipersalivação, letargia e sonolência. Assim, a ivermectina para cães pode causar sintomas variados de acordo com a raça do animal.

Os animais respondem bem à Ivermectina?

Muitos estudos sobre a Ivermectina para animais têm sido realizados nos últimos anos. 

Um deles é um programa de tratamento e controle de doenças parasitárias em cães e gatos divulgado pela Universidade Estadual de São Paulo (Unesp). Este programa é feito especificamente com animais de proprietários de baixa renda no município de Ibiúna (SP).

A finalidade do programa era tratar e controlar doenças parasitárias com potencial zoonótico em cães e gatos. Por exemplo, alguns tipos de sarna e de verminoses e infestações por carrapatos.

Para o estudo, foi utilizado um fármaco que tinha a Ivermectina como princípio ativo a 1%.

Sobre o uso da Ivermectina entre os animais avaliados:

  • 18% apresentavam sinais clínicos indicativos de doenças de pele causadas por ácaros; 
  • 29% apresentavam sinais clínicos indicativos de verminoses e 
  • 2% apresentavam infestações por carrapatos. 

Resultado:

De acordo com o estudo, 100% dos animais que concluíram o tratamento responderam favoravelmente à primeira aplicação do medicamento.

ivermectina em animais

Como funciona a administração da Ivermectina?

Para saber como tomar a Ivermectina de maneira correta é importante levar em consideração o peso do paciente e a patologia a ser tratada. 

A administração da Ivermectina é feita de maneira oral e os comprimidos devem ser ingeridos com água

O uso é adulto e pediátrico, para crianças acima de cinco anos ou acima de 15 quilos.

Após ser ingerida, a Ivermectina  age para imobilizar os vermes e parasitas, alterando também seus nervos ou células musculares.

Quantos comprimidos de Ivermectina podem ser tomados por dia?

Para muitas situações, basta uma dose do medicamento para eliminar vermes e parasitas.

No entanto, uma avaliação médica e a realização de testes laboratoriais podem identificar a necessidade de repetir o tratamento.

Há, porém, algumas exceções: para tratar estrongiloidíase, filariose, ascaridíase, escabiose e pediculose a dosagem recomendada é de 200 microgramas de Ivermectina por quilo de peso corporal. 

A tabela abaixo, retirada da bula eletrônica que foi disponibilizada no site da Anvisa, traz informações mais detalhadas sobre a dosagem apropriada para tratar essas condições:

tabela Anvisa

Fonte: Bulário eletrônico da Anvisa

A Oncocercose também possui dosagem diferenciada

Para tratar essa condição, a dose oral e única recomendada de Ivermectina deve ter aproximadamente 150 microgramas por quilo de peso corporal. 

Por fim, vale ressaltar que o medicamento não elimina os parasitas Onchocerca adultos e, por isso, pode ser necessário repetição das doses com indicação e acompanhamento médico.

bula anvisa

Fonte: Bulário eletrônico da Anvisa

 

É necessário acompanhamento médico para fazer o tratamento com Ivermectina?

Além de definir a dosagem do medicamento, o acompanhamento médico é fundamental no tratamento. 

Apenas o médico pode diagnosticar e acompanhar a evolução da doença, até sua completa eliminação. Veja abaixo por que procurar um médico é imprescindível:

  • Estrongiloidíase: requer exames de fezes para que possa ser confirmada a ausência de infecção por Strongyloides stercoralis
  • Ascaridíase (lombriga): também é necessário realizar exames de fezes para acompanhamento e comprovação da cura. 
  • Filariose (elefantíase): requer acompanhamento médico, já que a Ivermectina não elimina as formas adultas da Wuchereria bancrofti
  • Escabiose (sarna): idealmente deve haver retorno ao médico em 1 ou 2 semanas após o tratamento com Ivermectina.
  • Pediculose (piolho): pode haver a necessidade do uso de um pente fino, para retirada manual de lêndeas com grande aderência. É preciso repetir esse processo até haver certeza de que não há mais piolhos e lêndeas no local tratado.

Em quanto tempo a Ivermectina faz efeito no organismo?

O período que o medicamento leva para dar resultado pode variar de acordo com o problema a ser tratado. 

Por exemplo, contra piolhos, lêndeas e sarna, o efeito total ocorre em torno de dois dias.

 

Quanto tempo dura o efeito da Ivermectina no corpo humano?

Saber como tomar Ivermectina corretamente é essencial para que o medicamento aja de maneira correta no organismo, pelo tempo necessário

Em geral, a substância demora pouco mais de um dia para ser eliminada do organismo após a ingestão de uma dose única e oral.

No entanto, apenas um médico pode orientar sobre a dosagem e duração do tratamento, com base no histórico e avaliação individual do paciente.

Quais são as contraindicações do medicamento?

O uso da Ivermectina é contraindicado nos seguintes casos:

  • Pessoas alérgicas à Ivermectina ou a algum dos componentes da fórmula;
  • Pacientes com meningite;
  • Pacientes que utilizam medicamentos que deprimem o sistema nervoso central, como remédios que tratam insônia e ansiedade, além de analgésicos e bebidas alcoólicas.

Portanto, nesses casos, as pessoas devem evitar o consumo de Ivermectina sem acompanhamento médico.

ivermectina na gravidez

Ivermectina na gravidez e na lactação

Uma dúvida bastante comum é: Posso tomar ivermectina durante a gravidez? E se estiver amamentando?

Como não há estudos adequados sobre o uso do medicamento em gestantes, a Ivermectina não é um medicamento recomendado para grávidas

Além disso, mães que estão amamentando não devem fazer uso da substância sem orientação especializada. Isto porque a Ivermectina é excretada no leite materno em baixas concentrações. 

Tratamento com Ivermectina em crianças

Crianças menores de cinco anos ou com menos de 15 quilos também não devem fazer uso da Ivermectina sem orientação médica.

Tratamento com Ivermectina em paciente imunocomprometidos

No caso de tratamento contra estrongiloidíase intestinal em hospedeiros com baixa imunidade, incluindo portadores de HIV, pode ser necessário repetir a terapia. 

Em relação a esse perfil de pacientes, ainda não foram realizados ou divulgados estudos que determinem com precisão a dosagem mais adequada. Mas, é possível que o tratamento precise ser repetido por diversas vezes, sem garantia de cura. 

A terapia com Ivermectina também pode ser repetida no combate da sarna crostosa em hospedeiros imunocomprometidos.

ivermectina em idosos

Tratamento com Ivermectina em idosos

Em pacientes idosos, as recomendações e precauções seguem o que é recomendado para pacientes adultos

O medicamento apresenta efeitos colaterais?

Podem ocorrer diversos efeitos colaterais devido ao uso de Ivermectina. No entanto, as reações costumam ser passageiras e leves

Assim, no período de tratamento com Ivermectina  é possível que o paciente enfrente alguns efeitos colaterais como:

  • náusea, 
  • diarreia
  • dor abdominal, 
  • falta de disposição, 
  • falta de apetite, 
  • constipação;
  • vômitos. 

Além disso, durante o uso de Ivermectina podem ocorrer alguns sintomas relacionados ao sistema nervoso central, tais como:

  • tontura, 
  • sonolência, 
  • vertigem
  • tremor. 

Ademais, podem ocorrer também reações epidérmicas durante o uso de Ivermectina, como:

  • coceira, 
  • aparecimento de lesões na pele,
  • urticária. 

É importante também falar que, no caso de tratamento de oncocercose, podem surgir reações alérgicas. Essas reações são caracterizadas por:

  • dor nas articulações, 
  • aumento de tamanho e da sensibilidade dos gânglios – especialmente os gânglios do pescoço, das axilas e da área inguinal, 
  • dor abdominal, 
  • inchaço, 
  • coceira, 
  • lesões na pele e febre.

Por fim, veja outros efeitos colaterais podem surgir durante o uso da Ivermectina:

  • inchaço na face e periférico, 
  • diminuição da pressão arterial ao levantar-se,
  • aumento da frequência cardíaca. 

Reações menos frequentes

Já houve relatos de casos de dor de cabeça, dor muscular e piora da asma brônquica. Além disso, foram relatados diversos efeitos colaterais em casos de intoxicação acidental ou exposição a quantidades desconhecidas de Ivermectina. 

Por último, há outras reações, como lesões cutâneas, tontura, falta de ar, dor de cabeça, náusea, vômitos, falta de disposição, dor abdominal, convulsões, alteração do equilíbrio e na sensibilidade.

Atenção: qualquer reação indesejável durante o tratamento realizado com Ivermectina deve ser relatado ao médico. Intoxicações requerem auxílio médico imediato.

consulte um médico

Conclusão

A Ivermectina é um vermífugo bastante utilizado no combate a doenças causadas por vermes e parasitas.

O medicamento pode ser utilizado em crianças, adultos, idosos e até mesmo em animais, como cães e gatos. 

A ivermectina não é recomendada para grávidas ou para mães que estão amamentando. Também é preciso acompanhamento médico especial no caso de crianças menores de 5 anos ou com menos de 15 quilos e de pacientes imunocomprometidos.

Por fim, o acompanhamento médico – ou veterinário, no caso dos animais – durante todo o tratamento é fundamental. Afinal, somente o médico está apto a fazer o diagnóstico correto da patologia, orientar sobre o tratamento e acompanhar a evolução da doença até a cura completa.

 

Bibliografia

1 – Bula: http://www.anvisa.gov.br/datavisa/fila_bula/frmVisualizarBula.asp

 

Fonte: Guia da Farmácia

Fotos: Shutterstock

45 Comentários

  1. Foto de perfil
    Maria das Graças Pimentel em

    Achei muito bom os esclarecimentos!
    Meu cachorro está com um probleminha na virilha que fica escura e grossa e crespa. Ele é preto e tem uns 12 kilos.
    Comecei a dar pra ele a IVERMECTINA 6mg ( a metade) uma vez por semana!
    Espero que dê dê a cura para ele.
    Ele é vacinado, vermífuga do.

    • Foto de perfil
      Tony frank em

      Muitos estão tomando esse medicamento contra a covid 19 e esta dando certo o que vc acha farmácia

      • Foto de perfil
        Rafaela Reis em

        Quero tomar ele para me imunizar. e para as vermes tbm. só queria saber se a pessoa tiver com vermes, elas saem em pedaços ou inteiras? como saber?

        • Foto de perfil

          Sim.. tomei..Vces q tomaram sentiram alguma reaçao? Quantos dias demora o efeito colateral? Tomei domingo 17-05 -2020, 3 comprimidos , sinto tonturas …

      • Foto de perfil
        María de Fátima Silva Martins em

        Tenho pressão alta posso tomar INVERMECTINA e quantos 1 ou 2 comprimidos espero resposta

  2. Foto de perfil
    Edina Queiroz em

    Não entendi .Fala que o medicamento leva dois dias para fazer efeito no organismo mas, leva menos de dois dias para ser eliminado do corpo?

    • Foto de perfil
      Maria Luzimar em

      Tenho 80 k comprei uma caixa com 2 comprimidos devo tomar os dois de uma vez pra escabiose?

      • Foto de perfil
        Ana suely em

        Meu cachorro anda todo empolgado só dou pra ele antes alérgico mas agora apareceu com carrapato estrela será que resolveÉ se compro sem receita médica?

        • Foto de perfil
          joao carlos de souza em

          Esses chineses não é de hoje que vem fazendo testes e mexendo com esse CORONA VÍRUS ou covid19 .com certeza ELES devem ter uma vacina contra esse VÍRUS. Eles só contaminaram o mundo porque eles tem a vacina. OQUE eles fizeram foi um atentado TERRORISTA contra o mundo. E os países contaminados devem processar esse país CHINA em tribunais internacionais por perdas e danos pelo prejuízo que causou em todos os países. E deveria sofrer graves SANÇÕES e embargos internacionais.

      • Foto de perfil

        Mulher você tomou ? Ajudou a melhorar a escabiose ? Já tentei de tudo e não acho solução. Mas ao ler a bula desse remédio me deu baita medo pelas reações citadas. Fez efeito ?

        • Foto de perfil
          SilvaniaFragoso em

          Eu sempre trato as crianças com ele,Pq pegam piolho na escola.Nunca tiveram nenhum tipo de reação.Desde que tinham 5 anos de idade que faço o uso.

        • Foto de perfil

          Vc ficou com medo? Eu to sentido tonturas… Quantas dias dura o efeito coloateral, pois na bula nao diz. Tomei domingo dia 17. 3 comprimidos dose única

    • Foto de perfil
      Ivanilton Crispiniano Da Paixão em

      Ouvi falar que a Ivermectina vai ser tratada no coronas vírus é verdade?

      • Foto de perfil
        Maria Aparecida em

        É de acordo com o veterinário do seu cão. Pois cuidado para não intoxicar o fígado dele. Eu como veterinária acho muito, no final do mês deu 2,4 ml. Está dose é para um animal com mais de 100 k. Cuidado, boa sorte.

      • Foto de perfil
        Cavalcanti em

        Recebi também esta recomendação agora, por isto a pesquisa.
        Não tem cloroquina na sua formação.
        Como Vírus são parasitas, quem sabe?

      • Foto de perfil
        JACI DE MEDEIROS em

        Aqui em casa resolveu o problema de meus 3 filhos eu aprovei e ficou só as lendas secas para limpar do cabelo

      • Foto de perfil
        Santa Inocência em

        É mesmo? Eles vão tratar a invermectina de coronavírus? Espero que ela fique bem!

    • Foto de perfil

      Minha mãe toma sob orientação medica, para piolhos, lendias e vermes, tem dado resultado: ela é idosa.obgda..

  3. Foto de perfil
    Madalena Lemos em

    Muito boa essa explicação sobre a Ivermectina… sempre usei esse medicamento em meus filhos por conta da pediculose e sempre funcionou… esses dias procurei em diversas Farmácias e não encontrei, só diziam que estava em falta. Hoje recebi um vídeo onde o Médico dizia que a Ivermectina tem alguma coisa haver com a cura do Coronavírus… fiquei surpresa, mas aí entendi a falta desse medicamento nas Farmácias.

    • Foto de perfil

      Quem faz uso de remédio para pressão e para dormir pode fazer uso deste medicamento ele e usado de que forma tomo 2comprimido num dia e depois volto a tomar guando..

  4. Foto de perfil
    Olivia cordeiro em

    O meu neto tá com o bicho geográfico no pé enframou tudo ele e autista eu tô com medo de dar 2 comprimido pra ele um cedo outro a tarde .devo dar ou não ?,

    • Foto de perfil
      jose duarte em

      bom dia ! melhor remedio para matar bicho geografio, água oxiginada, só aplicar onde fica revendo liquido, colocar por alguns minutos deixa ela agir, remova a espuma que a água faz, observe no material que removeu aperece um pontinho escuro , este é o bicho, a água oxigenada sufoca o bicho,ai ele tem que sair para respirar, onde ele vem para fora,

    • Foto de perfil
      IVALDO BONFIM em

      Tive recentemente esse bicho geográfico (Larvas Migrans). Usei a pomada Foldan e curou em menos de 5 dias. Pense em uma coçeira danada!

  5. Foto de perfil

    Contra escabiose deve se tomar conforme o peso, normalmente 2 comprimidos e repetir o processo depois de 14 dias. Mas è necessario também a utilização conjunta de loratadim de 10 mg de 12 em 13 horas, em um período de 14 dias e um sabonete chamado Benzoderm. Esses outros medicamentos diminuem o sintomas de coceira e de erupções na pele. Espero que tenha ajudado, beijos e boa sorte.

  6. Foto de perfil

    Sou professora. Tomo para não pegar piolho. Faço de 6 em 6 meses. Tomo 1 comprimido e 7 dias depois tomo outro.
    Da mesma forma faço com meu cachorro para evitar de pegar pulgas e carrapatos.

    • Foto de perfil

      Meu cachorro estava com sarna havia gastado mais de 3.000 reais com ela em busca da cura e nada. O veterinário indicou ivermectina a ela e para mim que havia sido contaminado por ter muito contato. Tomamos e graças a Deus fomos curada.
      Mas até achar a cura fiquei com vários hematomas nas pernas de tanto que me cocei.
      Mas agradeço ivermectina pela nossa cura!

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: